SIGA A CÂMARA

Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Pomerode – 14 de julho de 2015


Data: 17/07/2015

Confira os pronunciamentos dos vereadores durante a Sessão Ordinária, realizada em 14 de julho de 2015, na Câmara de Vereadores.

Melhorias para a comunidade
O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 47/2015, que solicita serviços diversos para a comunidade. Segue abaixo os itens solicitados, na íntegra, pelo parlamentar: 
- Conforme alegado por moradores da Rua Presidente Costa e Silva, a mesma encontra-se repleta de buracos, o que coloca em risco a segurança de todos que transitam pelo local. Dessa maneira, solicito que o Executivo Municipal efetue a manutenção da aludida via;
- Os moradores das Ruas Hermann Weege e Itajaí reclamam das péssimas condições de diversos trechos da calçada das vias em questão. Assim, em razão de ser obrigação do respectivo proprietário do terreno a conservação da calçada localizada em sua fachada, solicito que o Executivo Municipal efetue medidas no sentido de cobrar de todos os proprietários a conservação das mesmas;
- Conforme alegado por moradores da Rua Rodolfo Sell, localizada em Pomerode Fundos, a mesma a mesma apresenta dois enormes desmoronamentos no início da via, o que coloca em risco a segurança de todos que transitam pelo local. Dessa maneira, solicito que o Executivo Municipal efetue a manutenção da aludida via; 
- Com o fim de garantir a segurança dos pedestres que transitam pela Rua Rega II, localizada no bairro Testo Rega, e conforme já pleiteado pelos moradores do local – solicito a colocação das faixas elevadas na aludida via;
- Com o fim de inibir a atuação de criminosos no Bairro Testo Rega e, assim, diminuir a criminalidade na região, solicito a colocação de câmeras de segurança em diversos pontos do Bairro, tais quais: igreja, mercado, farmácia, entre outros. Tal medida é urgentemente pleiteada pelos moradores do local, pois, conforme alegam só o mercado da região já foi assaltado duas vezes nos últimos tempos; 
- A administração do Zoo Pomerode reclama da falta de sinalização dos pontos turísticos de Pomerode, o que atrapalha a vinda de turistas que não sabem se locomover até o local desejado. Assim, no intuito de fomentar o turismo local, a Administração solicita que o Município coloque as placas indicativas ou indique em qual local a entidade pode colocar as mesmas;
- Os moradores da Rua Jerusalém solicitam a manutenção dos paralelepípedos da via, a fim de corrigir desnivelamentos existentes e possíveis de acarretar acidentes no local; 
- Conforme alegado por moradores da Rua Carlos Belz, localizada no bairro Testo Alto, a mesma encontra-se repleta de buracos, o que coloca em risco a segurança de todos que transitam pelo local. Há de se ressaltar, em especial, enorme cratera localizada em frente ao número 880. Dessa maneira, solicito que o Executivo Municipal efetue a manutenção da aludida via, bem como o isolamento da área em frente à cratera aludida até que seja feita sua manutenção;
- Os moradores da Rua Rega III, no bairro Testo Rega, solicitam que seja feita a desobstrução da tubulação localizada no ribeirão em frente à residência de número 2189, bem como seja feita a sua substituição por tubos de diâmetro maior. Tal medida visa melhorar o escoamento da água da chuva e, assim evitar a ocorrência de alagamentos na região;
- Os moradores do bairro Testo Rega solicitam obras na ponte localizada na Rua Alvin Jandre no sentido de se alinhar a ponte e proporcionar uma maior abertura nas cabeceiras. Tal medida visa aumentar a vazão da água e, assim evitar a ocorrência de alagamentos na região;
- Os moradores da Rua Rodolfo Utech, no bairro Testo Rega, solicitam que seja feita a colocação de tubulação com diâmetro maior no início da via. Tal medida visa melhorar o escoamento da água da chuva e, assim evitar a ocorrência de alagamentos na região;
- Os moradores das Ruas Otto Behling e Augusto Krueger solicitam o desassoreamento do ribeirão entre essas ruas, pois o mesmo encontra-se cheio de areia e impede o escoamento da água na região.

Posto de Saúde do Centro 
Em seu discurso, a vereadora Karin Hoeft abordou sobre a Audiência realizada na Prefeitura sobre o Posto de Saúde do Centro. Segue na íntegra: Na data de ontem, 13 de julho, foi convocada uma reunião na prefeitura de Pomerode, com os vereadores e a promotora de justiça de Pomerode. Reunião a qual já estava combinada desde quinta-feira passada, dia 09 de julho, quando também os vereadores, o Prefeito e a promotora estiveram presentes para discussão de dois projetos de lei. Pensei comigo, finalmente teremos uma conversa com o Prefeito, juntamente com a Promotora, para podermos ficar a par, e juntamente buscar soluções para o problema do Posto de Saúde de Pomerode. Convite aceito pelos vereadores, e para a nossa surpresa foi quando ao chegarmos à Prefeitura Municipal, nos deparamos em massa com rádios locais, imprensa escrita, redes de televisão, conjuntamente com o Prefeito reunido, com seus Secretários de Saúde, Planejamento, Secretário de governo, Finanças, Controladoria, Procuradoria, e tal empresário no ramo imobiliário, interessadíssimo no Terreno do nosso Posto de Saúde. Naquele momento pensei, o “circo está devidamente armado”, e, pois, o objetivo daquela reunião tinha como objetivo destruir o Posto de Saúde que está abandonado há quase três anos pela atual administração. Simplesmente fiquei indignada quando o prefeito iniciou sua fala comunicando a permuta do terreno onde hoje se encontra o Posto de Saúde desativado, com um terreno na Rua João Vieira de Campos, o qual também é da Prefeitura. Simplesmente, tomando ciência daquela intenção do Prefeito na segunda-feira à noite, todos ficaram sem respostas. Pois nenhuma pergunta foi respondida, deixando a população atônita. E para tanto, vamos aguardar o projeto chegar até a Câmara. Mas tanto se falou nesta questão do Posto de Saúde, e por inúmeras vezes, solicitamos informações, por várias vezes pedimos atitudes por parte do Prefeito, mas sempre, tivemos respostas evasivas e sem solução, e para nossa surpresa agora, nós vereadores ficamos sabendo da decisão feita pelo Prefeito, assim juntamente com a imprensa, através de uma coletiva que deseja trocar um terreno privilegiadíssimo que atendia a toda a população, para construir um Posto de Saúde em um local isolado e que pega água. Que tipo de permuta é essa onde o bem público é desperdiçado e a população sai prejudicada? População pomerodense isto está acontecendo aqui mesmo em Pomerode, onde querem tirar o Posto de Saúde, localizado em uma área nobre e muito valorizada e colocá-lo em região isolada e alagada, incidindo em prejuízo para população. Isso eu chamo de falta de respeito para com os vereadores e para com a população, pois nós estamos aqui representando a população. Nós estamos aqui para fiscalizar as ações da Prefeitura. Com tantas dificuldades que esta passando nossa cidade em função das inúmeras ingerências administrativas que estão aí. Fico indignada com atitude tomada pelo prefeito Municipal, o que só vem a demonstrar a falta de tino político, e falta humildade. Aliás, população pomerodense, atitude está muito parecida, pelo menos na minha concepção, com relação a Prestação de contas da Festa Pomerana, já tanto comentado aqui pelos colegas vereadores. E falo a todos que achei o último ofício uma afronta ao grupo de vereadores que tem todo o direito de solicitar as contas da devida festa. Porque não querem apresentar? Medo? Omitem a verdade? Querem esconder alguma coisa? Falou em prestação de contas da Festa Pomerana, muitas pessoas não dormem. E por quê? Prestar contas à população é um direito, e o que chegou a esta Casa, foi uma prestação fictícia, e sem qualquer critério, apresentada aqui.  Povo de Pomerode! Estão jogando dinheiro público que é seu pelo ralo. Lembrei-me de um livro que li este ano, que diz assim: Não devemos fazer de nossas limitações um fator de ineficiência, mas sim transformar a dificuldade em ingrediente da qualidade do nosso trabalho.  Quer dizer que temos condições de superar qualquer deficiência com uma eficiência ainda maior. (GRETZ, 2005). Mas infelizmente não é isso, o que está acontecendo com a nossa administração municipal. Nós vereadores estamos sim, fiscalizando, buscando informações, analisando com cuidado cada projeto que entra nesta Casa. E estamos sim, aprovando com responsabilidade a grande maioria deles. Estamos fazendo o nosso trabalho de forma mais eficiente e sensata possível. A população não aguenta mais a quantidade de falhas existentes, e sempre omitidas, as quais estão ocasionando prejuízos enormes para toda a nossa cidade. É o Posto de Saúde Fechado, é falta de clareza da prestação de contas da Festa Pomerana, os buracos nas vias públicas, mau atendimento, falta de apoio a diversos projetos e muito mais. Esta é a nossa Pomerode de hoje, uma completa bagunça administrativa, onde a população não aguenta mais, tanta ingerência, que está prejudicando toda a cidade. Por isso deixo um pensamento final, de Mário Henrique Simonsen: “O problema mais difícil do mundo, quando bem equacionado, será resolvido. E o mais fácil, mal equacionado, nunca terá solução”. 

Feira do Conhecimento
A vereadora Karin Hoeft convidou a todos para a Feira do Conhecimento, na sexta-feira, dia 17 de junho, com início às 9h, na Escola Básica Municipal “Dr. Amadeu da Luz”, onde os alunos e professores poderão ter a oportunidade de realizar a socialização dos trabalhos pedagógicos do 1º semestre de 2015. Disse que a visitação é aberta ao público.

“Coletiva de Imprensa”
 Em seu pronunciamento a vereadora Letícia Volkmann abordou sobre a audiência realizada em prol do Posto de Saúde do Centro. Segue na íntegra: Pelo dicionário Aurélio a palavra “reunião” significa “Ato ou efeito de reunir. Agrupamento de pessoas para tratar de qualquer assunto. Encontro de dirigentes para deliberar”. Na semana passada nós vereadores fomos convidados para participarmos de uma reunião no dia 13, ontem, no Salão Nobre da Prefeitura que teria como assunto o Posto de Saúde Alwin Klotz. Logo desmarquei outro compromisso, pois não havia nada mais importante no momento ao assunto até então por nós mais questionado aqui na cidade. Porém, qual não foi a minha surpresa que não se tratava de uma reunião, e sim de uma “Coletiva de Imprensa”. Comunidade de Pomerode, não houve certamente quem mais cobrasse a situação do Posto de Saúde Alwin Klotz do que a maioria de nós vereadores. Vocês podem não concordar com parte do nosso trabalho, porém omissos jamais fomos a qualquer assunto que necessita ser cobrado na nossa cidade. O dinheiro que vem sendo gasto com aluguéis até então, e a meu ver de forma indevida, e principalmente o descaso do Executivo para com a situação do Posto de Saúde não podem ser esquecidos. Na Coletiva de Imprensa a administração municipal acredita que encontrou a solução para o Posto de Saúde com uma permuta. Nós vereadores, ao menos os sete que não são da base do governo, não sabíamos de nada. Por um lado, fico feliz de que finalmente, após dois anos de omissão o Prefeito tenha finalmente apresentado ao menos uma proposta, que entende ser a mais viável para o caso. D´outro lado fico extremamente triste que o prefeito quer pousar de vítima na história e dizer que não mediu esforços para achar a solução para o problema. Senhoras e senhores, ele falou que em janeiro deste ano começou as tratativas com a empresa que pretende fazer a permuta com o terreno e a construção do novo Posto de Saúde. E de julho de 2013 até janeiro deste ano? Fez o que? Nada, absolutamente nada, pois na Coletiva de Imprensa foi questionado acerca de uma verba que viria do Deputado Peninha, e o prefeito respondeu que teria que optar entre verba de duas creches ou do Posto de Saúde. Ainda na Coletiva não soube explicar o motivo que não houve pedido de reconsideração ao Decreto de Emergência. Agora me parece bem estranho porque verbas destinadas para construção de creches e para construção de postos de saúde são de origens totalmente distintas. Pareceu-me estranho que o Município tivesse que optar por uma delas. O fato é que o Decreto de Emergência foi encaminhado fora do prazo, com documentação incompleta. Se tivesse sido encaminhado da forma correta, havia grandes chances do dinheiro da reconstrução do Posto de Saúde ter vindo do Governo Federal naquela época. E agora ainda a Unidade de Saúde permanecerá alugada na Rua Heinrich Kamchen no Centro, gastando-se R$4.800,00 mensais, visto que para esta Unidade pretende a Administração ainda buscar verbas federais, porque para este ainda não tem solução. Sinto-me extremamente triste e desrespeitada, quando tanto o prefeito e sua equipe nos criticam, sendo que, no entanto, o próprio prefeito em fevereiro encaminhou Ofício informando de que receberíamos uma posição do Posto de Saúde em poucos dias. Após, em maio veio outro ofício, sendo que agora, recebemos a notícia através de uma Coletiva de Imprensa. Mas enfim, como somos tratados com este desrespeito por parte do Executivo e com este precisamos conviver, vejo que agora nos resta aguardar o Projeto de Lei e verificar se o terreno é adequado para receber as instalações de uma Unidade do Posto de Saúde, já que atualmente o terreno onde se pretende construir o Posto de Saúde, este é alagável, ou seja, estamos trocando um terreno que é livre de alagamentos por outro que alaga a todo o momento. Mesmo com a construção de uma galeria, não sabemos se o terreno ficará livre de alagamentos e enchentes. Será que é adequado para a construção do Posto de Saúde novo? Faltam projetos e ainda precisamos ver se será autorizada a construção pela questão ambiental. Eu até queria fazer mais questionamentos ontem, como se o Município contratou o mesmo Engenheiro, Sr. Cabral, para verificar as condições de aquele terreno receber o Posto. Mas a Coletiva de Imprensa foi interrompida porque queriam ir ao Festival Gastronômico. Então, em resumo, presidente, a minha decepção com a nossa Administração Municipal é por esta falta de respeito. Ontem agiram com falta de respeito para com esta Câmara Municipal ao simplesmente ignorarem todas as nossas cobranças e requerimentos por todos estes dois anos. Uma relação de respeito é importante para o bem e progresso da cidade.

Rede Feminina de Combate ao Câncer
A vereadora Letícia manifestou seu apoio à Rede Feminina de Combate ao Câncer. Segue na íntegra: O prefeito vetou, a minha Emenda aprovada por unanimidade por esta Casa feita a LDO para abrir rubrica para a Rede Feminina de Combate ao Câncer. Alegou que a minha Emenda estaria fora do prazo legal em desconformidade com o Regimento Interno desta Casa, mais especificamente o Artigo 156. Acontece que está equivocado o veto do prefeito, visto que o prazo de 20 dias informado pelo prefeito não começa a contar da entrada do Projeto nesta Casa, mas sim da concessão do prazo pela Comissão de Finanças. Olhem que absurdo e incoerência - o Projeto deu entrada nesta Casa no Dia 13 de Abril de 2015. Eu estava em licença para tratamento de saúde. Quando retornei para esta Casa vi que este Projeto havia dado entrada, sendo que não havia passado pelas Comissões ainda, ou seja, a Comissão de Finanças ainda não havia aberto o prazo para os Vereadores apresentarem as suas Emendas. Interessante que inclusive o próprio Executivo, através do Secretário de Governo, Jair Kleber, no dia 14 de maio de 2015, soube pelo Assessor Jurídico desta Casa que eu apresentaria uma emenda acerca do parágrafo 2º do artigo 18. Assim, o secretário de Governo me mandou e-mail dizendo que o próprio Executivo iria adequar o texto e iria efetuar a troca do Projeto de Lei no que se referia à redação deste artigo, conforme sugestão da Emenda pelo Assessor Jurídico desta Casa. Então, ainda no dia 14 de maio, perguntei ao secretário de Governo e o Assessor Jurídico havia comentado com ele também da minha outra Emenda em relação à Rede Feminina, no que este me respondeu que não sabia de nada. Olhe só, eu mandei e-mail ao Jair Kleber dizendo que até abriria mão de discutir a Emenda, mas queria que o próprio Executivo acatasse a Emenda e incluísse a mesma na LDO, como fez com a outra Emenda do reajuste de precatórios. Veja bem, o próprio Executivo acatou e alterou o Projeto de Lei em 15/05/2015 e agora quer dizer que a Emenda de minha autoria e aprovada por unanimidade nesta Casa é intempestiva. Sinceramente, já não tenho mais palavras para descrever o descaso desta administração para com as Entidades voluntárias de nossa cidade. Ainda que a minha Emenda tivesse sido mesmo apresentada fora do prazo, presidente, no português bem claro, se o Prefeito quisesse, ele poderia ter acatado a Emenda apresentada. O problema é que ele não quer. Aliás, o certo mesmo era nem estarmos discutindo a Emenda, o veto a Emenda, pois a iniciativa deveria ter partido do próprio prefeito... Mas novamente não veio... E quando não se quer fazer algo se arruma desculpas, deveria o prefeito pelo menos ser honesto e admitir que ele não queira ajudar a Rede Feminina de Combate ao Câncer.

Unidade de Saúde do Centro
O vereador Marcos Dallmann falou em seu pronunciamento sobre a Unidade de Saúde do Centro. Segue na íntegra: Foi apresentada nesta segunda-feira a proposta da IAB Administradora de Bens com o objetivo de promover uma solução definitiva para o antigo prédio que abrigada a Unidade Sanitária Prefeito Alwin Klotz.  O local está interditado desde julho de 2013 porque, segundo laudo pericial, corre o risco de desabafar. Os serviços de saúde foram transferidos, sem prejuízo aos usuários, para outra unidade no centro, neste período. Com a apresentação do Termo de Intenção de Permuta de Imóvel proposto pela empresa, se a Câmara de Vereadores autorizar a operação, Pomerode vai ganhar uma nova e moderna unidade de saúde. Toda a construção da nova unidade será realizada pela empresa, sem custos para a Prefeitura. Em troca, a IAB ficará com o terreno onde está a atual unidade. Conforme o Termo, o município fará se houver aprovação pela Câmara de Vereadores, a permuta do imóvel na Rua Hermann Weege esquina com a Rua Jorge Jung, com área de 4.301,00 metros quadrados, onde está o prédio da antiga unidade sanitária pela construção de uma edificação onde será implantada a nova Unidade Sanitária Prefeito Alwin Klotz. A nova área construída será de aproximadamente 1.800,00 metros quadrados - cerca de 400 metros quadrados a mais que na antiga construção. O valor estimado da obra, já com o projeto, é de R$ 1.780.000,00, em um terreno de 4.302,44 metros quadrados na Rua João Vieira de Campos. A nova unidade ficará bem próxima da antiga, com fácil acesso à população. Pelo Termo de Permuta apresentado, o município ainda poderá reaproveitar todo material do antigo prédio, como, por exemplo, telhas, mobiliário e esquadrias, para utilizar em obras e reformas de escolas, creches e casas enxaimel. A demolição da atual unidade será feita pela Prefeitura. A Prefeitura vai encaminhar projeto para Câmara Municipal de Vereadores solicitando a autorização para formalizar a permuta. Se aprovado, o prazo para entrega da obra será entre 31 de julho a 30 de setembro de 2016. Não vejo o descaso do prefeito com os vereadores. Para quem esteve na semana passada na reunião com a promotora, ela deixou bem claro, qual a função do prefeito e qual a função do vereador. Quem gerencia a cidade é o prefeito. Ele tem a liberdade ou obrigação de ver o que é melhor para a comunidade. E a Câmara só vera a legalidade e viabilidade. O prefeito estava em uma negociação com uma empresa, e alguém poderia se atravessar nesta negociação. Então foi uma questão de segurança para os tramites. O prefeito nem precisaria convidar os vereadores para comunicar. Simplesmente enviar o projeto para analise. Porém, chamou o Legislativo para a coletiva. Conforme a promotora deixou bem claro, ela deu exemplo dos taxistas. Se ele deseja mudar a cor dos taxis da cidade, o problema será dele. Será ele que responderá a legalidade e pagará o preço disso ou não. O trabalho do vereador é ver se está tudo dentro da lei. O prefeito está fazendo a sua parte e não é descaso nenhum. Ele fez isso para se prevenir e preservar a negociação. Se não houvesse uma forma legal de fazer esta permuta nem se cogitaria. O local é seguro e o atual será utilizado para o comercio. Então esta mudança beneficiará a comunidade duas vezes. Proporcionar-se-á uma Unidade de saúde moderna e equipada. Hoje se fosse para reformar, o quanto se gastaria. Fora o afundamento que teria que ser feito. O local hoje é muito bom e não é alagável. É seco e firme e não é aterro. Inclusive será feito as galerias, mesmo sem a permuta. Já é um compromisso feito. É um negócio muito bom, com economia de dinheiro. Apenas se fará a troca do terreno com o prédio. É uma preocupação do prefeito. E, agora que temos uma solução, se coloca defeito. O que temos que ver apenas é a legalidade. 

13º salário 
O vereador Marcos também informou que a Prefeitura pagou a primeira parcela do 13º salário, dos servidores municipais, sendo que o valor é livre de descontos. “Cerca de 1.050 servidores receberam o pagamento, de acordo com a Secretaria de Administração e Fazenda. A quantia de aproximadamente R$ 1,4 milhão que os servidores receberam irá movimentar o comércio de Pomerode. A segunda parcela deverá ser paga no dia 11 de dezembro, com os devidos descontos. Isso demonstra que se está fazendo uma boa administração, honrando os compromissos. Conforme as reuniões da AMMVI os municípios da nossa região estão com problemas financeiros e não vão cumprir com o prazo estipulado para o pagamento da primeira parcela. Então, o prefeito está fazendo um bom trabalho e honrará com este compromisso. A parte administrativa está equilibrada, mesmo com os cortes realizados. Lembrando que até o final do ano tem os precatórios.  Quando se fala em peças contábeis não é só o caixa. Temos que ver no passivo para ver o quanto está comprometido. Se destes, R$ 9 milhões estão livres, temos R$ 7 milhões para os precatórios. Então, temos que ter conhecimento de causa. Que bom que tem estes técnicos para auxiliar todas estas alterações que foram feitas nesta Casa. Se não fosse a boa administração estaria tudo quebrado. O prazo dos precatórios está no fim e temos que arcar com este valor, senão todos os convênios serão cortados. Isso é administrar. Na semana passada tivemos uma reunião com a promotora que foi muito feliz com a definição das funções do prefeito e vereadores. E até falou em relação a um requerimento, explicando-o, pois às vezes as coisas parecem meio particulares. Ela foi bem taxativa nesta função”, disse. 

Câmeras de segurança 
Em seu pronunciamento, o vereador Rafael Pfuetzenreiter, falou sobre dois assuntos de que achou importante. “Peço à Prefeitura, através de uma indicação, um reforço na base das câmeras de segurança, que ainda não estão em operação. Tomei a liberdade de constatar um carro que bateu numa das câmeras e, naturalmente, isso fará com que caiam pela falta de reforço nestas bases. Peço à Prefeitura e ao Governo, para que este investimento que também sai do nosso bolso, seja preservado. Afinal, a Prefeitura investiu cerca de R$ 240 mil para adquirir estas câmeras de segurança, através do convênio Bem-Te-Vi. Para mim este valor é muito alto e dá para fazer muita coisa com ele. A segurança é muito importante principalmente das ultimas ocorrências que sendo tidas em Pomerode nos últimos anos”, disse.

Abrigamento de Animais 
O vereador Rafael Pfuetzenreiter falou em relação a um requerimento de sua autoria e das vereadoras Letícia Tribéss Volkmann e Karin Raduenz Hoeft, sobre a demora da inauguração da Unidade de Abrigamento de Animais de Pomerode, que também está com algum problema. “Por isso estou pedindo em outra indicação, a castração gratuita por parte da Prefeitura para que a comunidade tenha controle da proliferação de animais de ruas que são abandonados na cidade. Discutirei com mais atenção na próxima semana”, informou. 

Posto de Saúde Alwin Klotz
O vereador Rafael Pfuetzenreiter falou sobre o Posto de Saúde do centro, Alwin Klotz. Segue na íntegra: Falo da indignação conosco e com a população. Parece que está virando hábito colocar a culpa nos vereadores. Parece que deram mais um jeito de colocar a batata quente em nossas mãos, sem uma segunda escolha. O gestor da nossa cidade é o prefeito Rolf Nicolodelli e ele que tem a obrigação de decidir o que fazer com o dinheiro recolhido por impostos. E ele nos apresentou uma opção possível para que esta novela tenha uma solução. Mas, nem nos deu escolha, tanto para nós como para a população, para que este caso tenha uma solução. O prefeito preferiu através de uma informação, dizer que o Posto está totalmente comprometido, algo que gera dúvida para mim e para a comunidade. Se na Europa, engenheiros conseguem traçar túneis debaixo do mar, imagino que este Posto não deva ser tão difícil de passar por uma reforma. É o segundo ano de aniversário da interdição do Posto. A locação hoje chega perto de R$ 20 mil reais, de duas ou três estruturas, fora o SAMU e estacionamento. Hoje já chegamos com cerca de R$ 400 mil em gastos, no mínimo, com aluguel, nestes dois anos. Mais de R$ 300 mil para a adequação do Posto de Saúde, após a Viacredi, na questão da estrutura elétrica e com as normas da vigilância sanitária. Já chegamos então, a R$ 700 mil com investimento/gasto com esta situação. Pela análise de ontem, o Posto com esta permuta, sairá em agosto do ano que vem. Neste meio tempo, serão gastos mais R$ 220 mil com alugueis. Falasse então de cerca de R$ 1 milhão gastos pela Prefeitura para alocar um espaço provisório e só depois de dois anos ter a ideia de fazer esta permuta de um terreno e demolir o posto interditado hoje. Sem contar com os custos com a demolição do Posto e com a terraplanagem, e com a construção do estacionamento que são investimentos que serão arcados com a Prefeitura. Além disso, perderá um terreno muito bem localizado e dinheiro dos nossos munícipes. Ainda sim, nos foi apresentado que esta nova rua é alagável e que a empreiteira teria que construir uma galeria para impedir os alagamentos. O que me garante que isso impediria? Embora eu não seja nenhum técnico em contabilidade, a troca seria de R$ 1.8 milhões. Chegando a um gasto de R$ 1 milhão, ainda teremos gastos de locação de um Posto de Saúde de R$ 4.800 mil, que ficará onde está. Com o gasto do estacionamento, que chega a R$ 1.800 mil. Sendo que ainda, não tenho a informação exata em relação ao aluguel para o SAMU, mas deve chegar a R$ 1 mil. Então, estamos falando de R$ 7.500 mil que ficarão em custo fixo. Ainda sim, nos é informado que será a melhor escolha. Não digo que sou contra ao Projeto. Até porque não temos outra sugestão apresentada pela Prefeitura. Mas temos que analisar a viabilidade e a eficiência do dinheiro, que sai do bolso do contribuinte de nossa cidade. 

FUNPEEL
O vereador Claus mencionou alguns levantamentos que fez em relação à FUNPEEL, por meio do Portal da Transparência. “Quero dizer que o meu requerimento não tem sido respondido da forma correta. Constatei que na Funpeel, em 2010, foram gastos R$ 1.083 milhões. Em 2011, foram gastos R$ 932 mil. Em 2012 foram R$ 923 mil. Em 2013, foram R$ 1.279 milhões. Ainda no ano passado, foram R$ 1.533 milhões. Isso é um absurdo. Com tudo que foi cortado, houve um aumento significativo nos gastos e no número de cargos comissionados. Isso é um absurdo depois de tudo que cortaram pela Fundação. Posso até citar alguns itens como a redução dos prêmios de forma significativa no Campeonato de Integração de Bairros do Município. Deveriam receber na premiação no final do Campeonato, troféu para artilheiro, troféu para goleiro menos vazado, troféu para a equipe mais disciplinada da competição, medalhas para os atletas das equipes campeãs, vice-campeã e 3ª colocada, troféu para a equipe campeã, vice-campeã e 3ª colocada. Premiação em dinheiro para o 1º colocado (R$ 1.200,00), 2º lugar (R$800,00) e 3º lugar R$ 600,00) e 4º lugar (R$ 400,00)”. O vereador Claus falou em relação à premiação do Campeonato da Funpeel realizada no sábado. Lamentou a ausência do secretário no evento. “Hoje olhando no Portal da Transparência, constatei dados de que não consegue entender. Em 2010 foi gasto R$ 1.083 milhões. Em 2011 foi gasto R$ 932 mil. Em 2012, foi gado R$ 923 mil. Depois, troca-se de administração e logo se constata, apesar de todos os cortes que tivemos em 2013, foi gasto R$ 1.279 milhões. Em 2014 foi gasto R$ 1.533 milhões. Ou seja, 50% a mais neste último ano. Neste ano até junho já foram gastos R$ 531 mil e o que me espanta foi que se previa para encargos sociais em 2013 um valor de R$ 587.110 mil e foi gasto R$ 571 mil. Em 2014 eram R$ 638 mil e foi gasto R$ 629 mil. E porque neste ano colocaram R$ 960 mil. Quase R$ 300 mil. Pergunto para que? Aí fica novamente no ar. Sabiam que os vereadores não poderiam mexer. Mas ai, não tinham R$ 3 mil para uma premiação? É lamentável. Mas, espero, conforme os vereadores da base do governo informaram, esta premiação sairá. Quem sabe até quando sair a licitação, que talvez saia no ano que vem. Tomara então que se incluam as bolas para os times para o próximo campeonato. Alguns meses de campeonato vemos a quantidade de pessoas envolvidas, mas a premiação fica pela incompetência de hoje administrada pelo presidente da Funpeel. Somos destaques em que? Fizeram algumas coisas diferentes, mas subvenções não existem mais. Esperamos que estas equipes recebam estes prêmios. Parabenizo as equipes que participaram do Campeonato e esperamos também que a choradeira dos Precatórios acabe ano que vem da mesma forma”, concluiu. 

Posto de Saúde e Fundação Cultural
Em relação à Coletiva de Imprensa realizada no Salão Nobre da Prefeitura, o vereador Claus falou que quando os parlamentares tiveram a oportunidade de perguntar, o encontro acabou, pois a ida ao Festival Gastronômico de Pomerode foi mais importante que a discussão em si. E que responder as dúvidas dos vereadores. “Vou falar também em relação à Fundação Cultural, que é outro descaso da Prefeitura. Lembro-me de quando o prefeito falou que hoje representa a diretoria são voluntários. Porque deixar goteiras e outros prejuízos. A grande mentira falada é que não sabem fazer projetos. E a quantidade de projetos no passado, que trouxeram investimentos para a Fundação? E o prefeito disse que não. Ano passado não foi repassada subvenção e este ano também não. É lógico que estão passando dificuldade em virtude disso. Querem deixar tudo largado? E querem colocar outras pessoas para administrar. É lamentável. Talvez agora em agosto deva ter novamente eleição na Fundação Cultural e, talvez venha depois o Projeto para o repasse. Tomara mesmo que venha nova diretoria para ver quem assume este pepino. Não é só a empresa de segurança, mas tem o balé e tantas outras que recebem este benefício. Para mim isso é politicagem. É um bem público e esperamos que não fique abandonado como o Posto de Saúde. Se não tiver Projeto, não poderemos analisar a qualidade do local. Temos que analisar muito bem. Em relação ao Posto de Saúde, acredito que nenhum vereador foi contra ao que foi apresentado, mas se não tivermos algo de concreto, não teremos como analisar. E é esta a nossa preocupação. Vamos esperar o Projeto vir a esta Casa para fazermos a nossa parte, respeitando a opinião da comunidade”, disse.

Faixa elevada
O vereador Claus Krahn comunicou ao Líder do Governo, Marcos Dallmann, informando que já havia sido criticado em redes sociais, em relação à faixa elevada localizada no Ribeirão Areia. “É só ir lá conferir o que foi feito lá. Posso dizer que na APAE foi excelente, na Hermann Guenther também. Mas ali está lamentável. Faremos um requerimento para indicarmos lugares na cidade que necessitam. Não acho justo pagarmos esta lombada tão mal feita. Em relação a Central de Atendimento 190 precisamos fazem uma campanha de conscientização da população para a diminuição dos acidentes de trânsito na cidade, conforme avaliado na reunião com o Tenente da Polícia Militar, nesta Casa”, finalizou o seu discurso. 
Melhorias para a comunidade
O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 47/2015, que solicita serviços diversos para a comunidade. Segue abaixo os itens solicitados, na íntegra, pelo parlamentar: 
- Conforme alegado por moradores da Rua Presidente Costa e Silva, a mesma encontra-se repleta de buracos, o que coloca em risco a segurança de todos que transitam pelo local. Dessa maneira, solicito que o Executivo Municipal efetue a manutenção da aludida via;
- Os moradores das Ruas Hermann Weege e Itajaí reclamam das péssimas condições de diversos trechos da calçada das vias em questão. Assim, em razão de ser obrigação do respectivo proprietário do terreno a conservação da calçada localizada em sua fachada, solicito que o Executivo Municipal efetue medidas no sentido de cobrar de todos os proprietários a conservação das mesmas;
- Conforme alegado por moradores da Rua Rodolfo Sell, localizada em Pomerode Fundos, a mesma a mesma apresenta dois enormes desmoronamentos no início da via, o que coloca em risco a segurança de todos que transitam pelo local. Dessa maneira, solicito que o Executivo Municipal efetue a manutenção da aludida via; 
- Com o fim de garantir a segurança dos pedestres que transitam pela Rua Rega II, localizada no bairro Testo Rega, e conforme já pleiteado pelos moradores do local – solicito a colocação das faixas elevadas na aludida via;
- Com o fim de inibir a atuação de criminosos no Bairro Testo Rega e, assim, diminuir a criminalidade na região, solicito a colocação de câmeras de segurança em diversos pontos do Bairro, tais quais: igreja, mercado, farmácia, entre outros. Tal medida é urgentemente pleiteada pelos moradores do local, pois, conforme alegam só o mercado da região já foi assaltado duas vezes nos últimos tempos; 
- A administração do Zoo Pomerode reclama da falta de sinalização dos pontos turísticos de Pomerode, o que atrapalha a vinda de turistas que não sabem se locomover até o local desejado. Assim, no intuito de fomentar o turismo local, a Administração solicita que o Município coloque as placas indicativas ou indique em qual local a entidade pode colocar as mesmas;
- Os moradores da Rua Jerusalém solicitam a manutenção dos paralelepípedos da via, a fim de corrigir desnivelamentos existentes e possíveis de acarretar acidentes no local; 
- Conforme alegado por moradores da Rua Carlos Belz, localizada no bairro Testo Alto, a mesma encontra-se repleta de buracos, o que coloca em risco a segurança de todos que transitam pelo local. Há de se ressaltar, em especial, enorme cratera localizada em frente ao número 880. Dessa maneira, solicito que o Executivo Municipal efetue a manutenção da aludida via, bem como o isolamento da área em frente à cratera aludida até que seja feita sua manutenção;
- Os moradores da Rua Rega III, no bairro Testo Rega, solicitam que seja feita a desobstrução da tubulação localizada no ribeirão em frente à residência de número 2189, bem como seja feita a sua substituição por tubos de diâmetro maior. Tal medida visa melhorar o escoamento da água da chuva e, assim evitar a ocorrência de alagamentos na região;
- Os moradores do bairro Testo Rega solicitam obras na ponte localizada na Rua Alvin Jandre no sentido de se alinhar a ponte e proporcionar uma maior abertura nas cabeceiras. Tal medida visa aumentar a vazão da água e, assim evitar a ocorrência de alagamentos na região;
- Os moradores da Rua Rodolfo Utech, no bairro Testo Rega, solicitam que seja feita a colocação de tubulação com diâmetro maior no início da via. Tal medida visa melhorar o escoamento da água da chuva e, assim evitar a ocorrência de alagamentos na região;
- Os moradores das Ruas Otto Behling e Augusto Krueger solicitam o desassoreamento do ribeirão entre essas ruas, pois o mesmo encontra-se cheio de areia e impede o escoamento da água na região.

Posto de Saúde do Centro 
Em seu discurso, a vereadora Karin Hoeft abordou sobre a Audiência realizada na Prefeitura sobre o Posto de Saúde do Centro. Segue na íntegra: Na data de ontem, 13 de julho, foi convocada uma reunião na prefeitura de Pomerode, com os vereadores e a promotora de justiça de Pomerode. Reunião a qual já estava combinada desde quinta-feira passada, dia 09 de julho, quando também os vereadores, o Prefeito e a promotora estiveram presentes para discussão de dois projetos de lei. Pensei comigo, finalmente teremos uma conversa com o Prefeito, juntamente com a Promotora, para podermos ficar a par, e juntamente buscar soluções para o problema do Posto de Saúde de Pomerode. Convite aceito pelos vereadores, e para a nossa surpresa foi quando ao chegarmos à Prefeitura Municipal, nos deparamos em massa com rádios locais, imprensa escrita, redes de televisão, conjuntamente com o Prefeito reunido, com seus Secretários de Saúde, Planejamento, Secretário de governo, Finanças, Controladoria, Procuradoria, e tal empresário no ramo imobiliário, interessadíssimo no Terreno do nosso Posto de Saúde. Naquele momento pensei, o “circo está devidamente armado”, e, pois, o objetivo daquela reunião tinha como objetivo destruir o Posto de Saúde que está abandonado há quase três anos pela atual administração. Simplesmente fiquei indignada quando o prefeito iniciou sua fala comunicando a permuta do terreno onde hoje se encontra o Posto de Saúde desativado, com um terreno na Rua João Vieira de Campos, o qual também é da Prefeitura. Simplesmente, tomando ciência daquela intenção do Prefeito na segunda-feira à noite, todos ficaram sem respostas. Pois nenhuma pergunta foi respondida, deixando a população atônita. E para tanto, vamos aguardar o projeto chegar até a Câmara. Mas tanto se falou nesta questão do Posto de Saúde, e por inúmeras vezes, solicitamos informações, por várias vezes pedimos atitudes por parte do Prefeito, mas sempre, tivemos respostas evasivas e sem solução, e para nossa surpresa agora, nós vereadores ficamos sabendo da decisão feita pelo Prefeito, assim juntamente com a imprensa, através de uma coletiva que deseja trocar um terreno privilegiadíssimo que atendia a toda a população, para construir um Posto de Saúde em um local isolado e que pega água. Que tipo de permuta é essa onde o bem público é desperdiçado e a população sai prejudicada? População pomerodense isto está acontecendo aqui mesmo em Pomerode, onde querem tirar o Posto de Saúde, localizado em uma área nobre e muito valorizada e colocá-lo em região isolada e alagada, incidindo em prejuízo para população. Isso eu chamo de falta de respeito para com os vereadores e para com a população, pois nós estamos aqui representando a população. Nós estamos aqui para fiscalizar as ações da Prefeitura. Com tantas dificuldades que esta passando nossa cidade em função das inúmeras ingerências administrativas que estão aí. Fico indignada com atitude tomada pelo prefeito Municipal, o que só vem a demonstrar a falta de tino político, e falta humildade. Aliás, população pomerodense, atitude está muito parecida, pelo menos na minha concepção, com relação a Prestação de contas da Festa Pomerana, já tanto comentado aqui pelos colegas vereadores. E falo a todos que achei o último ofício uma afronta ao grupo de vereadores que tem todo o direito de solicitar as contas da devida festa. Porque não querem apresentar? Medo? Omitem a verdade? Querem esconder alguma coisa? Falou em prestação de contas da Festa Pomerana, muitas pessoas não dormem. E por quê? Prestar contas à população é um direito, e o que chegou a esta Casa, foi uma prestação fictícia, e sem qualquer critério, apresentada aqui.  Povo de Pomerode! Estão jogando dinheiro público que é seu pelo ralo. Lembrei-me de um livro que li este ano, que diz assim: Não devemos fazer de nossas limitações um fator de ineficiência, mas sim transformar a dificuldade em ingrediente da qualidade do nosso trabalho.  Quer dizer que temos condições de superar qualquer deficiência com uma eficiência ainda maior. (GRETZ, 2005). Mas infelizmente não é isso, o que está acontecendo com a nossa administração municipal. Nós vereadores estamos sim, fiscalizando, buscando informações, analisando com cuidado cada projeto que entra nesta Casa. E estamos sim, aprovando com responsabilidade a grande maioria deles. Estamos fazendo o nosso trabalho de forma mais eficiente e sensata possível. A população não aguenta mais a quantidade de falhas existentes, e sempre omitidas, as quais estão ocasionando prejuízos enormes para toda a nossa cidade. É o Posto de Saúde Fechado, é falta de clareza da prestação de contas da Festa Pomerana, os buracos nas vias públicas, mau atendimento, falta de apoio a diversos projetos e muito mais. Esta é a nossa Pomerode de hoje, uma completa bagunça administrativa, onde a população não aguenta mais, tanta ingerência, que está prejudicando toda a cidade. Por isso deixo um pensamento final, de Mário Henrique Simonsen: “O problema mais difícil do mundo, quando bem equacionado, será resolvido. E o mais fácil, mal equacionado, nunca terá solução”. 

Feira do Conhecimento
A vereadora Karin Hoeft convidou a todos para a Feira do Conhecimento, na sexta-feira, dia 17 de junho, com início às 9h, na Escola Básica Municipal “Dr. Amadeu da Luz”, onde os alunos e professores poderão ter a oportunidade de realizar a socialização dos trabalhos pedagógicos do 1º semestre de 2015. Disse que a visitação é aberta ao público.

“Coletiva de Imprensa”
 Em seu pronunciamento a vereadora Letícia Volkmann abordou sobre a audiência realizada em prol do Posto de Saúde do Centro. Segue na íntegra: Pelo dicionário Aurélio a palavra “reunião” significa “Ato ou efeito de reunir. Agrupamento de pessoas para tratar de qualquer assunto. Encontro de dirigentes para deliberar”. Na semana passada nós vereadores fomos convidados para participarmos de uma reunião no dia 13, ontem, no Salão Nobre da Prefeitura que teria como assunto o Posto de Saúde Alwin Klotz. Logo desmarquei outro compromisso, pois não havia nada mais importante no momento ao assunto até então por nós mais questionado aqui na cidade. Porém, qual não foi a minha surpresa que não se tratava de uma reunião, e sim de uma “Coletiva de Imprensa”. Comunidade de Pomerode, não houve certamente quem mais cobrasse a situação do Posto de Saúde Alwin Klotz do que a maioria de nós vereadores. Vocês podem não concordar com parte do nosso trabalho, porém omissos jamais fomos a qualquer assunto que necessita ser cobrado na nossa cidade. O dinheiro que vem sendo gasto com aluguéis até então, e a meu ver de forma indevida, e principalmente o descaso do Executivo para com a situação do Posto de Saúde não podem ser esquecidos. Na Coletiva de Imprensa a administração municipal acredita que encontrou a solução para o Posto de Saúde com uma permuta. Nós vereadores, ao menos os sete que não são da base do governo, não sabíamos de nada. Por um lado, fico feliz de que finalmente, após dois anos de omissão o Prefeito tenha finalmente apresentado ao menos uma proposta, que entende ser a mais viável para o caso. D´outro lado fico extremamente triste que o prefeito quer pousar de vítima na história e dizer que não mediu esforços para achar a solução para o problema. Senhoras e senhores, ele falou que em janeiro deste ano começou as tratativas com a empresa que pretende fazer a permuta com o terreno e a construção do novo Posto de Saúde. E de julho de 2013 até janeiro deste ano? Fez o que? Nada, absolutamente nada, pois na Coletiva de Imprensa foi questionado acerca de uma verba que viria do Deputado Peninha, e o prefeito respondeu que teria que optar entre verba de duas creches ou do Posto de Saúde. Ainda na Coletiva não soube explicar o motivo que não houve pedido de reconsideração ao Decreto de Emergência. Agora me parece bem estranho porque verbas destinadas para construção de creches e para construção de postos de saúde são de origens totalmente distintas. Pareceu-me estranho que o Município tivesse que optar por uma delas. O fato é que o Decreto de Emergência foi encaminhado fora do prazo, com documentação incompleta. Se tivesse sido encaminhado da forma correta, havia grandes chances do dinheiro da reconstrução do Posto de Saúde ter vindo do Governo Federal naquela época. E agora ainda a Unidade de Saúde permanecerá alugada na Rua Heinrich Kamchen no Centro, gastando-se R$4.800,00 mensais, visto que para esta Unidade pretende a Administração ainda buscar verbas federais, porque para este ainda não tem solução. Sinto-me extremamente triste e desrespeitada, quando tanto o prefeito e sua equipe nos criticam, sendo que, no entanto, o próprio prefeito em fevereiro encaminhou Ofício informando de que receberíamos uma posição do Posto de Saúde em poucos dias. Após, em maio veio outro ofício, sendo que agora, recebemos a notícia através de uma Coletiva de Imprensa. Mas enfim, como somos tratados com este desrespeito por parte do Executivo e com este precisamos conviver, vejo que agora nos resta aguardar o Projeto de Lei e verificar se o terreno é adequado para receber as instalações de uma Unidade do Posto de Saúde, já que atualmente o terreno onde se pretende construir o Posto de Saúde, este é alagável, ou seja, estamos trocando um terreno que é livre de alagamentos por outro que alaga a todo o momento. Mesmo com a construção de uma galeria, não sabemos se o terreno ficará livre de alagamentos e enchentes. Será que é adequado para a construção do Posto de Saúde novo? Faltam projetos e ainda precisamos ver se será autorizada a construção pela questão ambiental. Eu até queria fazer mais questionamentos ontem, como se o Município contratou o mesmo Engenheiro, Sr. Cabral, para verificar as condições de aquele terreno receber o Posto. Mas a Coletiva de Imprensa foi interrompida porque queriam ir ao Festival Gastronômico. Então, em resumo, presidente, a minha decepção com a nossa Administração Municipal é por esta falta de respeito. Ontem agiram com falta de respeito para com esta Câmara Municipal ao simplesmente ignorarem todas as nossas cobranças e requerimentos por todos estes dois anos. Uma relação de respeito é importante para o bem e progresso da cidade.

Rede Feminina de Combate ao Câncer
A vereadora Letícia manifestou seu apoio à Rede Feminina de Combate ao Câncer. Segue na íntegra: O prefeito vetou, a minha Emenda aprovada por unanimidade por esta Casa feita a LDO para abrir rubrica para a Rede Feminina de Combate ao Câncer. Alegou que a minha Emenda estaria fora do prazo legal em desconformidade com o Regimento Interno desta Casa, mais especificamente o Artigo 156. Acontece que está equivocado o veto do prefeito, visto que o prazo de 20 dias informado pelo prefeito não começa a contar da entrada do Projeto nesta Casa, mas sim da concessão do prazo pela Comissão de Finanças. Olhem que absurdo e incoerência - o Projeto deu entrada nesta Casa no Dia 13 de Abril de 2015. Eu estava em licença para tratamento de saúde. Quando retornei para esta Casa vi que este Projeto havia dado entrada, sendo que não havia passado pelas Comissões ainda, ou seja, a Comissão de Finanças ainda não havia aberto o prazo para os Vereadores apresentarem as suas Emendas. Interessante que inclusive o próprio Executivo, através do Secretário de Governo, Jair Kleber, no dia 14 de maio de 2015, soube pelo Assessor Jurídico desta Casa que eu apresentaria uma emenda acerca do parágrafo 2º do artigo 18. Assim, o secretário de Governo me mandou e-mail dizendo que o próprio Executivo iria adequar o texto e iria efetuar a troca do Projeto de Lei no que se referia à redação deste artigo, conforme sugestão da Emenda pelo Assessor Jurídico desta Casa. Então, ainda no dia 14 de maio, perguntei ao secretário de Governo e o Assessor Jurídico havia comentado com ele também da minha outra Emenda em relação à Rede Feminina, no que este me respondeu que não sabia de nada. Olhe só, eu mandei e-mail ao Jair Kleber dizendo que até abriria mão de discutir a Emenda, mas queria que o próprio Executivo acatasse a Emenda e incluísse a mesma na LDO, como fez com a outra Emenda do reajuste de precatórios. Veja bem, o próprio Executivo acatou e alterou o Projeto de Lei em 15/05/2015 e agora quer dizer que a Emenda de minha autoria e aprovada por unanimidade nesta Casa é intempestiva. Sinceramente, já não tenho mais palavras para descrever o descaso desta administração para com as Entidades voluntárias de nossa cidade. Ainda que a minha Emenda tivesse sido mesmo apresentada fora do prazo, presidente, no português bem claro, se o Prefeito quisesse, ele poderia ter acatado a Emenda apresentada. O problema é que ele não quer. Aliás, o certo mesmo era nem estarmos discutindo a Emenda, o veto a Emenda, pois a iniciativa deveria ter partido do próprio prefeito... Mas novamente não veio... E quando não se quer fazer algo se arruma desculpas, deveria o prefeito pelo menos ser honesto e admitir que ele não queira ajudar a Rede Feminina de Combate ao Câncer.

Unidade de Saúde do Centro
O vereador Marcos Dallmann falou em seu pronunciamento sobre a Unidade de Saúde do Centro. Segue na íntegra: Foi apresentada nesta segunda-feira a proposta da IAB Administradora de Bens com o objetivo de promover uma solução definitiva para o antigo prédio que abrigada a Unidade Sanitária Prefeito Alwin Klotz.  O local está interditado desde julho de 2013 porque, segundo laudo pericial, corre o risco de desabafar. Os serviços de saúde foram transferidos, sem prejuízo aos usuários, para outra unidade no centro, neste período. Com a apresentação do Termo de Intenção de Permuta de Imóvel proposto pela empresa, se a Câmara de Vereadores autorizar a operação, Pomerode vai ganhar uma nova e moderna unidade de saúde. Toda a construção da nova unidade será realizada pela empresa, sem custos para a Prefeitura. Em troca, a IAB ficará com o terreno onde está a atual unidade. Conforme o Termo, o município fará se houver aprovação pela Câmara de Vereadores, a permuta do imóvel na Rua Hermann Weege esquina com a Rua Jorge Jung, com área de 4.301,00 metros quadrados, onde está o prédio da antiga unidade sanitária pela construção de uma edificação onde será implantada a nova Unidade Sanitária Prefeito Alwin Klotz. A nova área construída será de aproximadamente 1.800,00 metros quadrados - cerca de 400 metros quadrados a mais que na antiga construção. O valor estimado da obra, já com o projeto, é de R$ 1.780.000,00, em um terreno de 4.302,44 metros quadrados na Rua João Vieira de Campos. A nova unidade ficará bem próxima da antiga, com fácil acesso à população. Pelo Termo de Permuta apresentado, o município ainda poderá reaproveitar todo material do antigo prédio, como, por exemplo, telhas, mobiliário e esquadrias, para utilizar em obras e reformas de escolas, creches e casas enxaimel. A demolição da atual unidade será feita pela Prefeitura. A Prefeitura vai encaminhar projeto para Câmara Municipal de Vereadores solicitando a autorização para formalizar a permuta. Se aprovado, o prazo para entrega da obra será entre 31 de julho a 30 de setembro de 2016. Não vejo o descaso do prefeito com os vereadores. Para quem esteve na semana passada na reunião com a promotora, ela deixou bem claro, qual a função do prefeito e qual a função do vereador. Quem gerencia a cidade é o prefeito. Ele tem a liberdade ou obrigação de ver o que é melhor para a comunidade. E a Câmara só vera a legalidade e viabilidade. O prefeito estava em uma negociação com uma empresa, e alguém poderia se atravessar nesta negociação. Então foi uma questão de segurança para os tramites. O prefeito nem precisaria convidar os vereadores para comunicar. Simplesmente enviar o projeto para analise. Porém, chamou o Legislativo para a coletiva. Conforme a promotora deixou bem claro, ela deu exemplo dos taxistas. Se ele deseja mudar a cor dos taxis da cidade, o problema será dele. Será ele que responderá a legalidade e pagará o preço disso ou não. O trabalho do vereador é ver se está tudo dentro da lei. O prefeito está fazendo a sua parte e não é descaso nenhum. Ele fez isso para se prevenir e preservar a negociação. Se não houvesse uma forma legal de fazer esta permuta nem se cogitaria. O local é seguro e o atual será utilizado para o comercio. Então esta mudança beneficiará a comunidade duas vezes. Proporcionar-se-á uma Unidade de saúde moderna e equipada. Hoje se fosse para reformar, o quanto se gastaria. Fora o afundamento que teria que ser feito. O local hoje é muito bom e não é alagável. É seco e firme e não é aterro. Inclusive será feito as galerias, mesmo sem a permuta. Já é um compromisso feito. É um negócio muito bom, com economia de dinheiro. Apenas se fará a troca do terreno com o prédio. É uma preocupação do prefeito. E, agora que temos uma solução, se coloca defeito. O que temos que ver apenas é a legalidade. 

13º salário 
O vereador Marcos também informou que a Prefeitura pagou a primeira parcela do 13º salário, dos servidores municipais, sendo que o valor é livre de descontos. “Cerca de 1.050 servidores receberam o pagamento, de acordo com a Secretaria de Administração e Fazenda. A quantia de aproximadamente R$ 1,4 milhão que os servidores receberam irá movimentar o comércio de Pomerode. A segunda parcela deverá ser paga no dia 11 de dezembro, com os devidos descontos. Isso demonstra que se está fazendo uma boa administração, honrando os compromissos. Conforme as reuniões da AMMVI os municípios da nossa região estão com problemas financeiros e não vão cumprir com o prazo estipulado para o pagamento da primeira parcela. Então, o prefeito está fazendo um bom trabalho e honrará com este compromisso. A parte administrativa está equilibrada, mesmo com os cortes realizados. Lembrando que até o final do ano tem os precatórios.  Quando se fala em peças contábeis não é só o caixa. Temos que ver no passivo para ver o quanto está comprometido. Se destes, R$ 9 milhões estão livres, temos R$ 7 milhões para os precatórios. Então, temos que ter conhecimento de causa. Que bom que tem estes técnicos para auxiliar todas estas alterações que foram feitas nesta Casa. Se não fosse a boa administração estaria tudo quebrado. O prazo dos precatórios está no fim e temos que arcar com este valor, senão todos os convênios serão cortados. Isso é administrar. Na semana passada tivemos uma reunião com a promotora que foi muito feliz com a definição das funções do prefeito e vereadores. E até falou em relação a um requerimento, explicando-o, pois às vezes as coisas parecem meio particulares. Ela foi bem taxativa nesta função”, disse. 

Câmeras de segurança 
Em seu pronunciamento, o vereador Rafael Pfuetzenreiter, falou sobre dois assuntos de que achou importante. “Peço à Prefeitura, através de uma indicação, um reforço na base das câmeras de segurança, que ainda não estão em operação. Tomei a liberdade de constatar um carro que bateu numa das câmeras e, naturalmente, isso fará com que caiam pela falta de reforço nestas bases. Peço à Prefeitura e ao Governo, para que este investimento que também sai do nosso bolso, seja preservado. Afinal, a Prefeitura investiu cerca de R$ 240 mil para adquirir estas câmeras de segurança, através do convênio Bem-Te-Vi. Para mim este valor é muito alto e dá para fazer muita coisa com ele. A segurança é muito importante principalmente das ultimas ocorrências que sendo tidas em Pomerode nos últimos anos”, disse.

Abrigamento de Animais 
O vereador Rafael Pfuetzenreiter falou em relação a um requerimento de sua autoria e das vereadoras Letícia Tribéss Volkmann e Karin Raduenz Hoeft, sobre a demora da inauguração da Unidade de Abrigamento de Animais de Pomerode, que também está com algum problema. “Por isso estou pedindo em outra indicação, a castração gratuita por parte da Prefeitura para que a comunidade tenha controle da proliferação de animais de ruas que são abandonados na cidade. Discutirei com mais atenção na próxima semana”, informou. 

Posto de Saúde Alwin Klotz
O vereador Rafael Pfuetzenreiter falou sobre o Posto de Saúde do centro, Alwin Klotz. Segue na íntegra: Falo da indignação conosco e com a população. Parece que está virando hábito colocar a culpa nos vereadores. Parece que deram mais um jeito de colocar a batata quente em nossas mãos, sem uma segunda escolha. O gestor da nossa cidade é o prefeito Rolf Nicolodelli e ele que tem a obrigação de decidir o que fazer com o dinheiro recolhido por impostos. E ele nos apresentou uma opção possível para que esta novela tenha uma solução. Mas, nem nos deu escolha, tanto para nós como para a população, para que este caso tenha uma solução. O prefeito preferiu através de uma informação, dizer que o Posto está totalmente comprometido, algo que gera dúvida para mim e para a comunidade. Se na Europa, engenheiros conseguem traçar túneis debaixo do mar, imagino que este Posto não deva ser tão difícil de passar por uma reforma. É o segundo ano de aniversário da interdição do Posto. A locação hoje chega perto de R$ 20 mil reais, de duas ou três estruturas, fora o SAMU e estacionamento. Hoje já chegamos com cerca de R$ 400 mil em gastos, no mínimo, com aluguel, nestes dois anos. Mais de R$ 300 mil para a adequação do Posto de Saúde, após a Viacredi, na questão da estrutura elétrica e com as normas da vigilância sanitária. Já chegamos então, a R$ 700 mil com investimento/gasto com esta situação. Pela análise de ontem, o Posto com esta permuta, sairá em agosto do ano que vem. Neste meio tempo, serão gastos mais R$ 220 mil com alugueis. Falasse então de cerca de R$ 1 milhão gastos pela Prefeitura para alocar um espaço provisório e só depois de dois anos ter a ideia de fazer esta permuta de um terreno e demolir o posto interditado hoje. Sem contar com os custos com a demolição do Posto e com a terraplanagem, e com a construção do estacionamento que são investimentos que serão arcados com a Prefeitura. Além disso, perderá um terreno muito bem localizado e dinheiro dos nossos munícipes. Ainda sim, nos foi apresentado que esta nova rua é alagável e que a empreiteira teria que construir uma galeria para impedir os alagamentos. O que me garante que isso impediria? Embora eu não seja nenhum técnico em contabilidade, a troca seria de R$ 1.8 milhões. Chegando a um gasto de R$ 1 milhão, ainda teremos gastos de locação de um Posto de Saúde de R$ 4.800 mil, que ficará onde está. Com o gasto do estacionamento, que chega a R$ 1.800 mil. Sendo que ainda, não tenho a informação exata em relação ao aluguel para o SAMU, mas deve chegar a R$ 1 mil. Então, estamos falando de R$ 7.500 mil que ficarão em custo fixo. Ainda sim, nos é informado que será a melhor escolha. Não digo que sou contra ao Projeto. Até porque não temos outra sugestão apresentada pela Prefeitura. Mas temos que analisar a viabilidade e a eficiência do dinheiro, que sai do bolso do contribuinte de nossa cidade. 

FUNPEEL
O vereador Claus mencionou alguns levantamentos que fez em relação à FUNPEEL, por meio do Portal da Transparência. “Quero dizer que o meu requerimento não tem sido respondido da forma correta. Constatei que na Funpeel, em 2010, foram gastos R$ 1.083 milhões. Em 2011, foram gastos R$ 932 mil. Em 2012 foram R$ 923 mil. Em 2013, foram R$ 1.279 milhões. Ainda no ano passado, foram R$ 1.533 milhões. Isso é um absurdo. Com tudo que foi cortado, houve um aumento significativo nos gastos e no número de cargos comissionados. Isso é um absurdo depois de tudo que cortaram pela Fundação. Posso até citar alguns itens como a redução dos prêmios de forma significativa no Campeonato de Integração de Bairros do Município. Deveriam receber na premiação no final do Campeonato, troféu para artilheiro, troféu para goleiro menos vazado, troféu para a equipe mais disciplinada da competição, medalhas para os atletas das equipes campeãs, vice-campeã e 3ª colocada, troféu para a equipe campeã, vice-campeã e 3ª colocada. Premiação em dinheiro para o 1º colocado (R$ 1.200,00), 2º lugar (R$800,00) e 3º lugar R$ 600,00) e 4º lugar (R$ 400,00)”. O vereador Claus falou em relação à premiação do Campeonato da Funpeel realizada no sábado. Lamentou a ausência do secretário no evento. “Hoje olhando no Portal da Transparência, constatei dados de que não consegue entender. Em 2010 foi gasto R$ 1.083 milhões. Em 2011 foi gasto R$ 932 mil. Em 2012, foi gado R$ 923 mil. Depois, troca-se de administração e logo se constata, apesar de todos os cortes que tivemos em 2013, foi gasto R$ 1.279 milhões. Em 2014 foi gasto R$ 1.533 milhões. Ou seja, 50% a mais neste último ano. Neste ano até junho já foram gastos R$ 531 mil e o que me espanta foi que se previa para encargos sociais em 2013 um valor de R$ 587.110 mil e foi gasto R$ 571 mil. Em 2014 eram R$ 638 mil e foi gasto R$ 629 mil. E porque neste ano colocaram R$ 960 mil. Quase R$ 300 mil. Pergunto para que? Aí fica novamente no ar. Sabiam que os vereadores não poderiam mexer. Mas ai, não tinham R$ 3 mil para uma premiação? É lamentável. Mas, espero, conforme os vereadores da base do governo informaram, esta premiação sairá. Quem sabe até quando sair a licitação, que talvez saia no ano que vem. Tomara então que se incluam as bolas para os times para o próximo campeonato. Alguns meses de campeonato vemos a quantidade de pessoas envolvidas, mas a premiação fica pela incompetência de hoje administrada pelo presidente da Funpeel. Somos destaques em que? Fizeram algumas coisas diferentes, mas subvenções não existem mais. Esperamos que estas equipes recebam estes prêmios. Parabenizo as equipes que participaram do Campeonato e esperamos também que a choradeira dos Precatórios acabe ano que vem da mesma forma”, concluiu. 

Posto de Saúde e Fundação Cultural
Em relação à Coletiva de Imprensa realizada no Salão Nobre da Prefeitura, o vereador Claus falou que quando os parlamentares tiveram a oportunidade de perguntar, o encontro acabou, pois a ida ao Festival Gastronômico de Pomerode foi mais importante que a discussão em si. E que responder as dúvidas dos vereadores. “Vou falar também em relação à Fundação Cultural, que é outro descaso da Prefeitura. Lembro-me de quando o prefeito falou que hoje representa a diretoria são voluntários. Porque deixar goteiras e outros prejuízos. A grande mentira falada é que não sabem fazer projetos. E a quantidade de projetos no passado, que trouxeram investimentos para a Fundação? E o prefeito disse que não. Ano passado não foi repassada subvenção e este ano também não. É lógico que estão passando dificuldade em virtude disso. Querem deixar tudo largado? E querem colocar outras pessoas para administrar. É lamentável. Talvez agora em agosto deva ter novamente eleição na Fundação Cultural e, talvez venha depois o Projeto para o repasse. Tomara mesmo que venha nova diretoria para ver quem assume este pepino. Não é só a empresa de segurança, mas tem o balé e tantas outras que recebem este benefício. Para mim isso é politicagem. É um bem público e esperamos que não fique abandonado como o Posto de Saúde. Se não tiver Projeto, não poderemos analisar a qualidade do local. Temos que analisar muito bem. Em relação ao Posto de Saúde, acredito que nenhum vereador foi contra ao que foi apresentado, mas se não tivermos algo de concreto, não teremos como analisar. E é esta a nossa preocupação. Vamos esperar o Projeto vir a esta Casa para fazermos a nossa parte, respeitando a opinião da comunidade”, disse.

Faixa elevada
O vereador Claus Krahn comunicou ao Líder do Governo, Marcos Dallmann, informando que já havia sido criticado em redes sociais, em relação à faixa elevada localizada no Ribeirão Areia. “É só ir lá conferir o que foi feito lá. Posso dizer que na APAE foi excelente, na Hermann Guenther também. Mas ali está lamentável. Faremos um requerimento para indicarmos lugares na cidade que necessitam. Não acho justo pagarmos esta lombada tão mal feita. Em relação a Central de Atendimento 190 precisamos fazem uma campanha de conscientização da população para a diminuição dos acidentes de trânsito na cidade, conforme avaliado na reunião com o Tenente da Polícia Militar, nesta Casa”, finalizou o seu discurso. 

Arquivos


Fotos