SIGA A CÂMARA

Confira os pronunciamentos dos parlamentares na Sessão da Câmara realizada nesta semana


Data: 11/12/2015

A Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Pomerode, do dia 08 de dezembro de 2015, foi aberta pelo Presidente do Legislativo, Amarildo da Silva, que cumprimentou os presentes, em especial aos visitantes, imprensa e ouvintes via online.

Moção de homenagem 
A vereadora Karin Hoeft realizou a leitura da Moção nº 19/2015, de homenagem ao Grupamento de Veteranos da Polícia do Exército do BRASIL, em nome da Casa Legislativa. Segue, na íntegra:
Apresento, nos termos do art. 111 do Regimento Interno desta Casa Legislativa, a presente proposição de Moção, com vistas a homenagear e dar conhecimento ao Povo de Pomerode, sobre uma valorosa Entidade que prega o valor pelos Símbolos Nacionais, a defesa e o amor pelo nosso País, o GPEB - Grupamento de Veteranos da Polícia do Exército do BRASIL é uma associação Civil, sem fins lucrativos, criada para integrar todos os que serviram a Pátria na Polícia do Exército. Diga-se que entidade militar integrada por muitos Pomerodense de várias gerações.
Com a intenção de localizar e reunir todos integrantes que prestaram o serviço militar na Polícia do Exército, e que em um passado distante eram enviados precipuamente para o Rio de Janeiro quando era a capital do País e, em seguida para Brasília, estes jovens, entre os quais muitos de Pomerode, saiam de suas casas em sua juventude, para prestarem o serviço militar em um local longínquo, e com o passar dos anos na missão de reaver e encontrar os amigos de caserna foi criada a entidade, ora aqui homenageada.
Hoje, o GPEB - Grupamento de Veteranos da Polícia do Exército do BRASIL possui entre seus membros integrantes de todas as idades, que não se viam a mais de 30, 40, 50 anos, sendo uma emoção indescritível. O objetivo é relembrar e resguardar a memória do SOLDADO PE, pois “UMA VEZ PE, SEMPRE PE”.  
Em seguida, os valores pelo bem do Brasil, se mesclam nestas reuniões, em verdadeiro estado de exultação da bandeira nacional e valores cívicos, formadas por defensores eternos de nosso País, os quais sempre de prontidão para guarnecê-lo.
Motivos estes que fazem a justa entrega desta moção.
Pois, aqueles que passaram pelo serviço militar, sejam ricos, pobres, brancos, negros, índios, tiveram o seu caráter de cidadão moldado em favor da defesa do Brasil. Ou seja, sem diferenças, com igualdades de ideais, e um só valor único que é o amor pela nossa Pátria.
O GPEB - Grupamento de Veteranos da Polícia do Exército do BRASIL possui como objetivos, resgatar e reencontrar aqueles que vivenciaram a caserna, que atravessaram missões difíceis, e que tiveram por ensinamentos o único anseio de um soldado, que é garantir a segurança de nosso País. Não interessando momentos e situações, sempre buscando o anseio eterno de um soldado que é a defesa e luta por um Brasil livre e Soberano.
O GPEB - Grupamento de Veteranos da Polícia do Exército do BRASIL foi criado em 30 de abril de 2008, inicialmente, para reunir os mais de cinco mil homens, militares da reserva, VETERANOS PE, de Blumenau, Pomerode e região que serviram na Polícia do Exército do Brasil.
Também é uma entidade sem fins lucrativos, considerada de Utilidade Pública, pois tem como objetivo, colaborar e auxiliar com o Exército Brasileiro, o Corpo de Bombeiros, a Cruz Vermelha e demais forças no auxílio à comunidade em ocasiões de Calamidade Pública.
Desde a criação da POLÍCIA DO EXÉRCITO, os jovens apelidados de "OS CATARINAS", devido ao porte físico, educação e vibração, eram “convidados” a prestar o serviço militar na PE na CAPITAL DA REPÚBLICA, no Rio de Janeiro e depois em Brasília.
Os membros deste respeitado grupamento aprenderam e cultuam, que a Sociedade deve ser Forte, Próspera e Soberana, tendo em mente os baluartes focados no Respeito, na Cidadania e na Justiça.
Por tudo isto, o que representa o GPEB - Grupamento de Veteranos da Polícia do Exército do BRASIL rendemos hoje nossas homenagens, sendo consignado pela presente Moção, e pelas aspirações republicanas de seus integrantes.

Serviços diversos
O vereador José Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 75/2015, que solicita serviços diversos para a comunidade. Segue na íntegra:  
- Conforme reivindicação dos moradores da Rua Vale do Selke Pequeno, solicito que o Executivo Municipal realize a limpeza da tubulação ali que passa em frente ao imóvel de número 2875, vez que a atual tubulação se encontra entupida com lama e raízes, o que gera, constantemente, alagação nesta via e nos imóveis da localidade. 
- Os moradores da Rua Vale do Selke Pequeno também reivindicam o patrolamento da via, pois a mesma se encontra repleta de buracos, o que coloca em risco a segurança de todos que transitam pelo local, sejam motoristas, ciclistas ou pedestres. 
- Conforme, reivindicação dos moradores das Ruas Alberto Maas, Bruno Maas e Udo Dargert , no Bairro Ribeirão Areia, solicito que o Executivo realize a troca das luminárias ali existentes por luminárias mais fortes, porquanto estas localidades ficam extremamente escuras no período da noite, o que traz mais insegurança para a comunidade local. 
- Da mesma forma, os moradores da Rua Udo Dargert solicitam a colocação de nova placa de identificação da via, pois ali existente encontra-se em situação precária. 
- Os moradores da Rua Ricardo Krueger, Bairro Testo Rega, reivindicam a macadamização da via, pois a mesma se encontra muito prejudicada pelas fortes chuvas, além de ter o tráfego de veículos aumentado nesta época de festividades, o que coloca em risco a segurança de todos que transitam pelo local, sejam motoristas, ciclistas ou pedestres. 

Academia do Atleta
A vereadora Letícia Tribéss Volkmann apresentou a Indicação nº 73/2015, que solicita à Administração Municipal, que através do órgão competente, providencie, conforme segue:
Tendo em visto que nos documentos recebidos por esta Casa Legislativa, em resposta ao Requerimento 89/2015 não haver qualquer menção de Projeto encaminhado ao Governo Federal, para a criação de uma Academia do Atleta, com objetivo de incentivar e aprimorar o Esporte de nossos atletas amadores, desde crianças, adolescentes, adultos, idosos e pessoas portadoras de necessidades especiais. Tendo em vista termos muitos talentos no Esporte e a possibilidade de construção destas Academias do Atleta através de Projeto apresentado ao Governo Federal, apresenta-se esta Indicação com o objetivo do Executivo Municipal encaminhar Projeto para a construção desta Academia do Atleta, a exemplo do que já acontece em outras cidades da região. Certamente, com este espaço seria possível o aprimoramento de nossos atletas já consagrados, bem como a revelação de outros.

Melhorias
A vereadora Letícia Tribéss Volkmann apresentou a Indicação nº 74/2015, que solicita à Administração Municipal, que através do órgão competente, providencie, conforme segue:
- A Rua Hermann Ehmke apesar de ser uma rua de pouca extensão e sem saída, trata-se de uma rua com grande fluxo de veículos, sendo que a rua ainda não foi pavimentada. Assim, os moradores pleiteiam pela passagem do carro-pipa na referida rua;
- A Rua Rega II também possui intenso fluxo de veículos, sendo que muitos imprimem uma velocidade muito além da permitida, pelo que se torna uma via perigosa. Os moradores reiteram pelo pedido de instalação de uma faixa elevada nas proximidades do número 366.

Biografia
O vereador Nelson Fischer fez uso da tribuna para ler a biografia do Pastor Edgar Liesenberg, pela sua extraordinária história de Vida e sua identidade com a comunidade e para eternizar o seu nome foi apresentado Projeto de Lei número 357/2015, que dá denominação da Unidade Básica de Saúde Edgar Liesenberg para a nova Unidade a ser instalada na Rua Morro Strassmann, sendo autores os vereadores Nelson Fischer e Marcos Dallmann. Segue na íntegra: Edgar Liesenberg, filho primogênito de Edmund Liesenberg e Paula nascida Paupitz, nasceu em Blumenau, no dia 13 de agosto de 1918. Viveu sua infância e adolescência em Itoupava Norte. Ao descobrir a sua vocação para o pastorado, ingressou no Instituto Pré-teológico, em São Leopoldo/RS, onde recebeu uma formação humanista que o qualificou a ingressar na Faculdade Superior de Teologia, também em São Leopoldo. Durante a sua vida universitária eclodiu a 2ª Guerra Mundial, período em que as comunidades de descendência alemã sofreram restrições impostas às suas liberdades civis, entre as quais a proibição da fala do idioma alemão. Na época, a quase totalidade das comunidades alemães eram atendidas por pastores enviados pela Igreja Luterana da Alemanha, que não dominavam a língua portuguesa da mesma forma como a vasta maioria das pessoas das comunidades, nas regiões colonizadas por imigrantes alemães. A tais pastores, por não possuírem a nacionalidade brasileira, foram impostas severas restrições do direito de ir e vir, inviabilizando, assim, o atendimento espiritual de suas congregações. A Igreja Luterana recorreu, então, aos seus estudantes de Teologia em São Leopoldo, todos eles de nacionalidade brasileira, para o atendimento espiritual das comunidades espalhadas pelo Sul do Brasil, de forma itinerante. Tais estudantes, entre eles Edgar Liesenberg, viajavam longas distâncias de avião, ônibus e até no lombo de mulas e cavalos para visitarem periodicamente as comunidades sem atendimento pastoral regular. Durante tais visitas celebravam cultos, realizavam batizados, levavam conforto aos enfermos. Os estudantes itinerantes eram visto com desconfiança pelas autoridades brasileiras. Em certa ocasião, Edgar Liesenberg foi abordado por soldados, os quais queimaram todo o seu acervo de literatura teológica, inclusive os seus livros em grego e hebraico, por acharem que se tratava de material subversivo. Em outro momento, foi dada a ele e a toda a congregação, em um vilarejo no interior do Rio Grande do Sul, participante de um culto religioso, voz de prisão e todos, inclusive crianças, foram transferidos de trem para uma carceragem em Porto Alegre. O motivo da prisão foi o canto de hinos religiosos em alemão dada a falta de hinários em língua portuguesa naquela localidade. Durante tais anos difíceis o estudante Edgar Liesenberg também chegou a visitar e atender a comunidade de Pomerode. Após o final da guerra, as restrições foram sendo afrouxadas e, aos poucos, a normalidade da vida das comunidades foi reestabelecida e levantadas às severas restrições aos pastores de nacionalidade alemã. Edgar Liesenberg retornou à Faculdade de Teologia para concluir a sua formação e foi autorizado pela Igreja a complementar os seus estudos em Göttingen, na Alemanha, sendo a viagem custeada pelos seus pais. Enquanto na Alemanha, nos difíceis anos pós-guerra, conheceu Gisela Von Bosse com quem se casou em 1951. Em seguida o casal retornou ao Brasil, um mundo novo para a esposa, e ele assumiu a sua primeira paróquia, depois de ordenado pastor, em Corupá/SC. Lá foram muito felizes, local este em que nasceu, no ano de 1953, o seu primeiro filho, Hans. No final de 1953, o casal recebeu uma delegação da comunidade de Pomerode que convidou o Pastor Edgar Liesenberg a assumir a paróquia de Pomerode, então em vacância. Foi uma decisão difícil para o casal, mas acabaram por aceitar o convite. Um componente forte que pesou na decisão foi o da maior proximidade com Blumenau. A mãe do Pastor, então já viúva, precisava de uma maior assistência do filho. Após a difícil despedida de Corupá, o casal se estabeleceu em Pomerode e dedicou-se intensamente no atendimento espiritual da comunidade. Ele, através de múltiplos cultos aos domingos, em diversas localidades do município, estudos bíblicos em casas de paroquianos, ensino religioso de jovens e visitas aos doentes, aos enlutados bem como a todos os paroquianos, sem exceção, muitas vezes a pé, quando as condições das estradas não permitiam o acesso de charrete, nos primeiros anos e, depois, de automóvel. A sua fiel companheira na fé e mãe de seus filhos dedicou-se ao trabalho junto às mulheres da comunidade. Ainda em 1954 veio a nascer o segundo filho do casal, Eckart, em Blumenau, pois ainda não havia hospital em Pomerode. O Pastor não queria assistir a sua comunidade apenas no campo religioso. Escrevia inúmeras cartas a entidades e órgãos na Alemanha solicitando recursos para o hospital, apenas com alicerces erguidos, quando da chegada do casal a Pomerode, bem como para a expansão da escola da comunidade, que, na época oferecia, apenas uma formação dos primeiros quatro anos do ensino primário. Os pais que quisessem que seus filhos continuassem os seus estudos eram obrigados a enviá-los a escolas de Blumenau. Depois de muita insistência, o Pastor recebeu os recursos que pleiteava. A construção do hospital foi concluída e o sistema de ensino da comunidade foi expandido até o ensino médio. Os dois últimos filhos do casal já nasceram no novo hospital: Klaus, em 1957, e Gudrun, em 1963. O Pastor e sua esposa se envolveram de corpo e alma na vida da comunidade até a sua aposentadoria, em 1980. Continuaram vivendo em Pomerode, agora como fiéis membros da paróquia. O Pastor Edgar Liesenberg veio a falecer no dia 7 de agosto de 1989. Foi velado na igreja do centro de Pomerode. Milhares de pessoas com as vidas tocadas pela sua forte atuação pastoral vieram prestar as últimas homenagens. O seu trabalho profícuo contou com o apoio de muitos paroquianos sem o qual não teria sido possível levar a cabo muitas de suas iniciativas. Sempre foi muito grato a todos que se engajaram nas mais diversas ações por ele coordenadas.

Dia Nacional do Voluntário 
Em seu discurso o vereador Marcos Dallmann lembrou que no sábado, 05, foi o Dia Nacional do Voluntário. “Acho importante lembrar e parabenizar todos os voluntários que de uma forma ou de outra fazem a diferença, principalmente na cidade de Pomerode, que é uma diferencial nesta questão. Existem também os voluntários anônimos que não fazem parte de nenhuma entidade, mas que doam seu tempo para ajudar em pedágios, bazares e fazem o bem, sem visar a quem. Parabenizo a vereadora Letícia pelo seu Projeto de incentivo ao voluntariado nas escolas. Inclusive já entramos em contato com os vereadores mirins para dar segmento a esta atividade nas escolas de nossa cidade, assim como nas suas casas. Quem recebe acaba ajudando a todos nos, pois é em beneficio comum. 

Fosfoetanolamina      
O vereador Marcos Dallmann falou de assunto que disse estar repercutindo tanto em Pomerode como no país. “Falo sobre a fosfoetanolamina, acredito que esta substância pode ser a cura para o câncer. Vamos saber mais sobre o assunto que está sendo debatido nacionalmente e que pela primeira vez está sendo tratado em Santa Catarina, no Seminário sobre o Tema. Participarão do evento o pesquisador Gilberto Orivaldo Chierice, da Universidade de São Paulo, em São Carlos, bem como médicos, oncologistas e pacientes que fazem uso da substância. Acreditamos que este é o momento de extrema importância para discutir acerca dos estudos que estão sendo realizados, além dos riscos e benefícios que podem surgir com a liberação do uso de cápsulas. A presença da comunidade é fundamental para construir um debate que ocorre no próximo dia 10 de dezembro, às 9 horas, no Auditório Antonieta de Barros, em Florianópolis. Se fossemos pensar quantos sonhos interrompidos por causa do câncer. Acredito que todos em determinado momento já devem ter conhecido alguém que tenha tido esta doença. Estes dias mesmo fiquei sabendo de uma colega que faleceu em virtude deste mal. Então, temos que nos mobilizar e debater sobre o assunto, pois existem opiniões contrárias sobre a fosfoetanolamina, mas tem pessoas que dizem que foram curadas. Sugiro fazer até um seminário nesta Casa. Temos um morador em nossa cidade, o Senhor Carlos, que luta por este medicamento, estes dias ele lamentou: Santo de Casa não faz milagre. Assunto este que já foi debatido até fora do país, para querer estudar este medicamento enquanto no Brasil, por causa das leis, acaba ficando parada esta questão. Então, tem muitas pessoas interessadas neste assunto. Sabemos que o câncer já levou muitas pessoas. Precisamos considerar este assunto”, concluiu. 

Melhorias para a comunidade
O vereador Zauri Martins do Nascimento apresentou algumas indicações. “Primeiramente quero agradecer o secretário de Obras que nos atendeu durante a semana, assim como solicitações da comunidade. Porém, existem algumas ainda pendentes, a exemplo da Rua Bertoldo Tiedt, que há uns três meses o secretário ficou de incluir no roteiro um caminhão pipa e não tive uma resposta ainda. Sei que tivemos muitas chuvas nos últimos dias, mas preciso de um retorno. Se realmente incluiu esta rua no roteiro do Caminhão Pipa. Também neste local, os moradores solicitam macadamização e patrolamento. Está em situação precária e os moradores reclamam. Na Rua Rega III alguns moradores também solicitaram que seja colocado em alguns pontos macadame, pois o local está intransitável. Entendemos que houve muitas chuvas, mas também houve dias de sol, então esperamos que nestes dias seja feito o trabalho, pois é um local que está muito prejudicado”, disse. 

Liga Pomerodense
O vereador Zauri Martins do Nascimento parabenizou o presidente eleito da Liga Pomerodense Ademar Ramthun e sua equipe, que formam a chapa vencedora. E também, a que obteve segundo lugar. “Parabenizo pelo tempo de trabalho o nosso amigo Waldemar Buze, o Cascudo, como é conhecido em nossa cidade, pelo trabalho que realizou, trazendo muitas alegrias e campeonatos de alto nível. O futebol de nossa cidade é conhecido em todo o nosso estado, através da Liga Pomerodense, fruto do trabalho do nosso amigo Cascudo, assim como da sua equipe. Levaram a Liga como Utilidade Pública Municipal e Estadual, motivo de orgulho para todos. Ele pode saber disso, podem reclamar às vezes, mas sabem que o trabalho é fruto dele, então tenho certeza que toda a comunidade, assim como nos vereadores parabenizamos o trabalho do Cascudo, que sempre colaborou com sua experiência e reconhecimento, ajudando a montar e organizar campeonatos com toda a sua experiência. Muitos têm a agradecer pelo grande trabalho que fez pelo esporte até o momento”, parabenizou.

Campeonato do Grêmio do Wunderwald 
O vereador Zauri do Nascimento também parabenizou a organização do Campeonato do Grêmio do Wunderwald. “Através do Senhor Ari, também, o grande campeão do ano de 2015, o Nacional; o vice-campeão, a equipe do Olímpico; o terceiro colocado PFC e o quarto colocado que foi o Flamengo. Então, quero parabenizar estas equipes que chegaram, e todas as participantes que fizeram este campeonato acontecer, que fizeram, mesmo com chuva, com frio, um campeonato belíssimo. Chegamos ao final do ano com o grande campeão, o Nacional, do Alto da Serra. Ficam os meus parabéns”, disse. 

Premiação
O vereador Claus Krahn iniciou o seu discurso fazendo um agradecimento especial ao secretário de Governo, Jair Kleber, por ter providenciado a sua resposta em relação a repasses. “E que em relação à premiação do Campeonato de Bairros, os vencedores não irão receber devido à falta de dotação orçamentária. Em relação à FUNPEEL não tecerei mais comentários, e com certeza, se não tem como fazer, tem logo que se comunicar para não criar expectativa em ninguém. É lamentável deixar uma premiação destas em aberto que estava prometida. Então, conforme explicação do secretário não haverá premiação”, disse. 

Plano de Carreira 
O vereador Claus Krahn falou que participou de conversa com o secretário de Governo sobre projetos e, conforme também a vereadora Karin sobre a apresentação do Projeto de Cargos e Salários dos Servidores e Magistério, de que o projeto deveria vir até esta Casa, devido à votação ter que ser este ano. “No meu entendimento poderia ser até meados de 30 de março. Então, o secretário apresentou que o Projeto pode ser votado até o mês de abril. Acho justo pela dimensão e abrangência do Projeto. Pude perceber durante a audiência de apresentação do mesmo, diversas divergências demonstrando que muitos não sabem sobre o assunto. Então, nada mais justo do que avaliarmos com cautela, por um período maior, para que não corramos o risco de inviabilizar a máquina pública. Como o prazo permite, votamos então em outro momento. Quanto aos índices mostrados pelo secretario, nos últimos meses não teria nem como se ganhar algo pelo índice da folha salarial. Hoje a corrente líquida está em torno de 51%. Já quase ascendeu a luz vermelha, precisa-se fazer algo para reduzir. Tem que ser bem analisado. Acredito que esta audiência foi mal divulgada, pois muitos se manifestaram não sabendo de nada. Não é justo votarmos o Projeto sem o entendimento dos interessados e do que está sendo pleiteado. Não será um ou dois meses que fará a diferença. Não estamos aqui para prejudicar ninguém e sim para buscar o bem comum e o que for melhor para todos”, disse.  

Taxa de Lixo 
O vereador Claus falou que gostaria de se manifestar em relação a outro Projeto referente à cobrança da taxa lixo, que entrou na Casa Legislativa no referido dia e que precisa ser votado ainda neste ano. “Vejo um pequeno problema, não sei se conseguiremos corrigir até a última sessão. Agora a proposta de cobrança é pelo número de passadas. Se aprovado desta forma, o Executivo poderá cobrar da forma como entender. É lógico que não é o objetivo, mas da forma como está redigido não é o propósito. O propósito antes era por metros quadrados, e existia uma diferença, acho que era de 80, 150 e acima deste valor. Existiam três tipos de tabela diferença. E agora já vem com mais numero de passadas. Seria injusto e deixa dúvida. Vamos ver se conseguimos consertar para que entre ainda este ano. O propósito de unificar a taxa é muito bom, mas conforme a quantidade de passadas que consta no projeto não”, alegou. 

Subvenções
O vereador Claus disse querer se manifestar em relação às subvenções, que diversas vezes lhe questionaram sobre o tema, se seriam votadas neste ano. “Parece que são em torno de 17 subvenções para o orçamento do ano que vem. Parece-me o jurídico desta Casa se manifestou contrário a aprovar estes projetos neste ano, no Exercício de 2015 para ser contemplado no de 2016. Não posso afirmar nada no momento, não sei se todos os projetos já entraram nesta Casa, mas precisamos analisar com carinho, conforme diz a Lei. Lembro que com os Projetos de Cargos e Salários foi a mesma coisa. Defendiam que precisava ser votado ainda neste ano e se descobriu que não. Temos que analisar se este se enquadra dentro da mesma situação”, falou.  

Posto de Saúde 
O vereador Claus Krahn disse que ainda gostaria de tecer alguns comentários em relação ao projeto que deu estrada na Casa que trata do Posto de Saúde do centro da cidade. “Já digo que sou contrário da forma como se encontra hoje. A minha sugestão é de que se faça uma consulta popular”, disse. 

Liga Pomerodense de Desportes 
O vereador Horst Lemke falou sobre a eleição da Liga Pomerodense de Desportos (LPD) que aconteceu no dia 03 de dezembro, onde foram eleitos Ademar Ramthun como presidente; Ivan Rudolfo Koch, 1º vice-presidente; Paulo Maba, 2º vice-presidente. Conselho Fiscal – Efetivos: Rolf Porath, Elton Belz e Arlindo Ewald. Suplente: Jurgen König, Walter Scheidemantel e Mario Harmel Júnior. “O que quero falar é que no dia 03 de março de 2016, completa muitos anos de administração o Senhor Waldemar Buse. Eu como presidente a alguns anos do Vera Cruz Esporte Clube, como cidadão de Pomerode, com certeza prestarei uma homenagem assim como todos os vereadores para este cidadão, que é mais conhecido como Cascudo. Ele merece, pois me lembro muito bem quando começou o seu trabalho frente à Liga de Pomerode. Por intermédio do prefeito da época, saudoso Henrique Drews Filho, conseguiu a doação de um terreno. Foi muito trabalho realizado e quantas e quantas vezes, Cascudo lutou para conseguir a Liga como Utilidade Pública Federal. Quero em nome de todas as equipes de futebol de Pomerode agradecer pelo trabalho frente à Liga. Se não me falha a memória são 19 anos frente a este projeto, pelo qual sempre acompanhei. Foram muitos desafios, mas sempre enfrentados com muita transparência. Farei por escrito, em nome de todos os vereadores, uma homenagem a esta grande pessoa que trabalhou tanto pelo esporte, especialmente pelo futebol de Pomerode”, disse. 
 


Fotos