SIGA A CÂMARA

Acompanhe os pronunciamentos dos vereadores realizados na Sessão do dia 06


Data: 08/12/2016

Acompanhe os pronunciamentos dos vereadores realizados na Sessão Ordinária do dia 06 de dezembro, do corrente ano.

Moção de homenagem 
No início da Sessão Ordinária, a vereadora Karin Hoeft apresentou a Moção nº 13/2016, de homenagem à: Yasmin Jandre Piske, Daniel Augusto Raduenz e Odair Luiz dos Santos. Segue na íntegra: 
Venho utilizar a Tribuna no dia de hoje, pois tenho o prazer de submeter à análise dos senhores vereadores desta Casa, uma moção de homenagem para reconhecer o trabalho de uma jovem, um jovem e um técnico. Pomerodenses que com muito esforço e comprometimento se dedicam ao máximo para levar o nome de nossa cidade ao Brasil e ao mundo por meio da prática do atletismo. Tenho a honra de descrever a biografia vencedora destes três cidadãos pomerodenses que muito nos orgulham.
Yasmin Jandre Piske
Estuda no 9º ano da Escola Básica Municipal Dr. Amadeu da Luz, em Testo Alto. Tem 14 anos de idade. É filha de Ivan Daniel Piske e Chirlene Denise Jandre, nascida em 02 de maio de 2002 em Pomerode. Iniciou sua carreira esportiva em 2010, onde obteve várias conquistas na modalidade de Natação. Em 2011 continuou participando de diversos eventos na Natação e foi campeã em Xadrez nos Jogos Estudantis. Em 2012, 2013 e 2014 foi premiada em diversas modalidades como Punhobol, Handebol, Futsal, Voleibol, Xadrez, Salto em Altura e Lançamento de Pelota. Também foi medalha de prata no Moleque Bom de Bola em 2013, 2014 e 2015.  Em 2015 suas principais conquistas foram no Atletismo nas provas de Lançamento de Disco e Arremesso de Peso. Foi então que Yasmin encontrou sua grande motivação no esporte. Em 2013 iniciou seus treinamentos de atletismo com o Professor Odair dos Santos, carinhosamente conhecido como Professor Chico. Época em que ele fazia escolinha em alguns polos na nossa cidade. Portanto, o professor vinha também uma vez por semana na Escola Amadeu para incentivar os alunos a praticarem a modalidade de Atletismo. No início, Yasmin fez um pouco de lançamento de dardo, mas logo o professor Chico percebeu a capacidade da Yasmin na prova de arremesso de peso. Em 2015 começou a treinar com mais intensidade. Hoje faz treinos todos os dias da semana e ainda nas segundas, quartas e sextas-feiras reforça o trabalho de treinamento com força muscular na academia. Em 2016 foi campeã no Arremesso de Peso e Lançamento de Disco no Festival de Atletismo. E bronze na modalidade de voleibol nos microrregionais dos JESC (Jogos Escolares de Santa Catarina), em Gaspar. Foi vice-campeã no arremesso de peso e no lançamento de disco na Etapa Estadual do JESC. Obteve o 3º lugar no Estadual Sub-16, em Jaraguá do Sul e foi Campeã nos Jogos Escolares da Juventude, etapa Nacional que aconteceu na Paraíba, na cidade de João Pessoa. Lá conseguiu a vaga para representar o Brasil no mês de dezembro, numa competição internacional que acontecerá na Colômbia. 
Daniel Augusto Raduenz
Estuda no 8º ano da Escola de Educação Básica Municipal Professora Noemi Vieira de Campos Schroeder, em Testo Central Alto. Tem 13 anos de idade.  É filho de Geraldo Raduenz e Ivairta Augusta de Oliveira. Nasceu em 06 de julho de 2003, em Pomerode. Iniciou sua carreira no Atletismo em 2012, quando começou a participar dos treinamentos com o professor Chico. Sua grande inspiração veio através de seu irmão mais velho, Alisson Alberto Raduenz, vice-campeão brasileiro sub-16 no lançamento de dardo este ano. E que também já trouxe outros muitos resultados para o atletismo de Pomerode. Daniel conta que seu sonho era uma parede cheia de medalhas. Como o irmão Alisson já estava com um bom número de premiações, foi no embalo e começou a treinar o Atletismo também. É um atleta de muita força e sua prova principal é o lançamento de dardo. Neste ano começou a treinar lançamento de martelo também e já conseguiu excelentes resultados. Suas últimas e principais conquistas foram: 1º lugar no Microrregional dos JESC no lançamento de dardo e 1º lugar no Estadual dos JESC no lançamento de dardo. Com este resultado no Estadual do JESC conseguiu a vaga para participar de 20 a 29 de setembro nos Jogos Escolares da Juventude na Paraíba na cidade de João Pessoa. Lá conseguiu o 1º lugar nos no lançamento de dardo. E sua última competição foi no Campeonato Estadual Caixa Sub 14, em Jaraguá do Sul, onde quebrou dois recordes: na prova de lançamento de dardo e no lançamento de martelo. Daniel conta ainda, que se apaixonou pelo atletismo, apesar de ter potencial para praticar outros esportes, disse “que nenhum outro esporte me tira do Atletismo, pois é minha segunda casa e o professor Chico é meu segundo pai”. 
Odair Luiz dos Santos
O professor e técnico Odair Luiz dos Santos nasceu em 12 de maio de 1990, em São Jorge D’Oeste, no Paraná. Com um ano de idade sua família se mudou para Pomerode.  Fez o Ensino Fundamental na Escola Básica Municipal Olavo Bilac e o Ensino Médio na Escola Estadual Erwin Curt Teichmann. Fez ensino superior em Educação Física pela Uniasselvi, em 2011. Formou-se em licenciatura plena e em 2013 no bacharelado. Professor Chico, já foi atleta de lançamento de dardo e está no seu quarto ano de trabalho. Nesses anos já foram conquistados para nossa cidade 13 medalhas de nível nacional pelos seus atletas e uma medalha a nível sul-americano. É um desafio diário para a descoberta de caminhos que possibilitam a lapidação de grandes talentos. Professor Chico tem toda uma preparação técnica e física programada para cada um de seus atletas. Porém, a parte psicológica é a mais complicada, pois apenas durante as competições o Professor Chico consegue descobrir como cada um de seus atletas responde a pressão da competição, vitória, derrota e sucesso. Sempre conversa francamente com cada atleta sobre as possibilidades de resultado de cada um. Para a competição dos Jogos Escolares Brasileiros da Juventude, de forma inédita numa delegação catarinense. Foram 26 atletas, sendo seis destes, de Pomerode. Foi a cidade com maior número de atletas e ainda trazendo três medalhas de ouro e uma de bronze. Foi como técnico da seleção catarinense nesta competição e agora para a competição internacional. Nossa grande alegria, um técnico de Pomerode sendo convocado para ser técnico da Seleção Brasileira para os Jogos Sul Americanos da Juventude na cidade de Medelin, na Colômbia. Para nós de Pomerode, realmente é motivo de muito orgulho e um merecido trabalho sendo reconhecido a nível municipal, estadual e nacional. Parabéns Professor Odair dos Santos. Esse simples gesto de reconhecimento pela importância e relevância do que esses atletas e técnico fazem. É o mínimo que podemos dar. Mas ainda podemos fazer muito mais, ao continuar apoiando e defendendo uma educação integrada com o esporte, um sistema de competições locais e a continuidade e melhoria dos projetos de desenvolvimento de atletas. Não só para formação de futuros atletas, mas, principalmente, para utilizar o esporte como instrumento de inclusão social, tolerância entre as diferenças e formação de futuros cidadãos de bem. Assim, vimos por meio desta moção, prestar nossa homenagem a estes três fantásticos cidadãos que fazem destacar nossa cidade de Pomerode através da modalidade de Atletismo. E que brilham em terras brasileiras e agora também em terras internacionais. Que tanto nos orgulham. Parabéns professor Chico! Parabéns aos atletas! 

Melhorias em diversos locais da cidade 
Em seu discurso, o vereador Amarildo da Silva reivindicou melhorias em diversos locais da cidade. Segue, na íntegra: Quero aqui fazer um breve relato das minhas cobranças e pedidos da comunidade a serem feitos. Principalmente em relação às pavimentações. Desde o início do mandato realizei diversos pedidos, através de requerimentos e indicações, solicitando ao Executivo, demandas dentre roçadas, patrolamentos e macadamizações. Uma das principais são as pavimentações. Foram diversas ruas, muitas encaminhadas por meio de requerimentos. É o nosso trabalho, atender as reivindicações da comunidade. As ruas Emílio Wachholz, Concórdia, Erigert Jandre, Mimi Kanke Jandre, Rega III, Morro Strassmann, Arnoldo Hass, Rodolfo Utech, Raulina Bahuer, Augusto Krueger, Gustav Rauh, Otto Behling, Gisela Krueger, Camboriú, Ipira, Eduardo Hornburg, Ernesto Blank e transversais, Ana Krueger, dentre outras. Enfim, temos também uma lista que era um planejamento de pavimentação por parte do Executivo, e que ficou só no papel. Esperamos que na próxima legislatura estas vias sejam lembradas e pavimentadas. É o que a comunidade solicita. Segue a lista de todas as ruas que seriam  pavimentadas até o final do mandato do atual prefeito: Rua Waldo Struck, Ana Utpadel, Augusto Krueger, Massaranduba, Arnoldo Butzke, Jorge Rauth, Ernesto Volkmann, Emílio Wachholz, Arnoldo Hart, Heindrich Kanies, Guilherme Greuel, Erwin Scheiwe, Paulo Maske, Dr. Wunderwald, Otto Muller, Concórdia, Rega II, Lorenz Blank, Paulina Blank, Ribeirão Luebke, Afonso Butke, Heinz Klemann, Ribeirão Souto, Otto Behling, Karl Behling, Hermann Schroeder, Júlio Wollick, Ana Krueger, Testo Alto, Leopoldo Blaese, Alfonso Koch e Vale do Selke Pequeno. Enfim, estas estavam na lista de pavimentação do Executivo. Conforme pronunciamento do vereador Marcos, estas vias já tem os projetos, então no mínimo já facilita um pouquinho para o próximo prefeito, que terá que buscar recursos para estas obras. Existem problemas na Rua Rega II, que está um caos e que foram realizadas reuniões com os vereadores Amarildo, Marcos Dallmann e o Executivo, inclusive com os moradores da mesma. Lamentamos, pois foi paga a pavimentação que é de péssima qualidade. Nesta semana ocorreram dois acidentes na Rua Carlos Belz, em Testo Alto. Um bem grave de moto, e outro com danos materiais em um veículo. As crateras que se abriram na Rua Carlos Belz são grandes e muito perigosas para ciclistas, motociclistas e veículos em geral. Na semana passada também já cobrei a macadamização e o patrolamento da Rua Progresso e ruas transversais. Sugiro aos vereadores da base que solicitem ao Executivo a notificação da empresa que fez a sua pavimentação para que tomem providências. Fazem as Operações Tapa Buraco, mas após um tempo, os buracos voltam novamente. A comunidade aguarda pelo menos a manutenção destas vias, principalmente no final do ano em que aumenta o fluxo de veículos.
 
Um triste Adeus com dignidade 
O vereador Amarildo da Silva disse que na última sessão havia feito uma Moção de Homenagem aos atletas da Chapecoense, pelo trágico acidente ocorrido. Segue na íntegra: Infelizmente foi um adeus  triste, mas com muita dignidade. Foi o que tiveram os atletas da Chapecoense, na última semana. As vítimas da tragédia de Medellín receberam as mais dignas homenagens no comovente velório coletivo realizado no fim de semana na Arena Condá, em Chapecó. Sábado de muita chuva e emoção para os familiares e amigos dos falecidos. Foi uma cerimônia muito triste, acompanhada pela televisão, pelo Brasil e no mundo todo. Quem compareceu à Arena Condá não teve como segurar a emoção. Não só pelo registro dos familiares, uma triste despedida, muito no desespero. Foram cenas de quando os soldados do Exército, em passos lentos e precisos, prestavam honras militares aos heróis da Chapecoense. Infelizmente os heróis voltaram silenciosos para casa da forma que ninguém esperava, nem torcida, nem amigos, e muito menos as famílias esperavam recebê-los. Desta forma, milhares de crianças, jovens e adultos, igualmente em lágrimas, enxugando o rosto. O mundo se solidarizou com os familiares e o Brasil. Onde muitos atletas de diversos países estavam presentes em Chapecó, dando um abraço de apoio e se solidarizando com o sofrimento das famílias e do povo Brasileiro, nesse momento de tristeza e muita dor. Foi uma despedida de muito sofrimento para as famílias e o povo brasileiro que com certeza, ficarão por muito tempo com esta dor no coração. Para as famílias essa dor nunca passará. Mesmo após muitas gerações esta marca ficará. Lamentamos a incompetência e irresponsabilidade do piloto do avião, que além de tirar sua própria vida, tirou também a vida e o sonho de muitos atletas Brasileiros. Conforme as informações da mídia o piloto foi sem dúvida um incompetente.

Pedágio 
O vereador Marcos Dallmann cumprimentou os novos eleitos a vereadores presentes na Sessão e disse o quanto é importante aprenderem a trabalhar em equipe e não em blocos como vem sendo feito. Após, o parlamentar falou sobre as atividades em prol do voluntariado realizadas no último final de semana. “Não quero ser repetitivo quanto a esse tema, mas meus princípios me obrigam a enaltecer estes grupos. Com muito sucesso, tivemos a edição de mais um pedágio do Centro de Convivência Pommernheim, com a ajuda da Associação de Voluntários de Pomerode, que se mostrou muito forte em suas ações. Quero agradecer também pela iniciativa do Projeto Despertar, que também contribuiu com este evento. Quero agradecer também o Dr. Paulo Maurício Pizzolatti por ter contribuído com o evento e em nome dele agradecer a todos que se empenharam e ajudaram com valores em  cada ponto distribuído na cidade. Entre estes poderia citar várias outras ações que movimentaram Pomerode neste fim de semana. Por isso, nada mais justo do que fazer uma homenagem a estas pessoas, assim como será feito na próxima terça-feira, dia 13 de dezembro, graças à cobrança do vereador Wolfgang Schumann aqui nesta tribuna. Será lembrada a importância do voluntariado aqui neste ano na Câmara”, disse. 

Retirada da Ordem do dia
O vereador Marcos Dallmann informou que consta na Ordem do Dia o Requerimento nº 39/2016 solicitando mais informações sobre o Projeto de Lei Complementar 333/2016, que institui a Taxa Ambiental. “Este pedido já deveria estar na Prefeitura na semana passada, quando decidiram nas Comissões, pelo presidente da mesma, Amarildo da Silva, que faria o pedido ao Executivo para esclarecer dúvidas levantadas na ocasião. Perdemos este tempo todo para discutir em plenário algo tão simples de resolver. Perde-se tempo, pois hoje poderia estar em pauta o próprio Projeto. Até com a entrada do Projeto de Lei Complementar nº 334/2016 responde já o requerimento que é mais um motivo para a sua retirada. Como já temos este projeto e a resposta, sugiro que seja feita a retirada deste requerimento”, disse. O vereador Marcos pediu que outro item seja retirado da Ordem do Dia. “Trata-se do Requerimento nº 40/2016, que solicita a perícia para testar a viabilidade do Parque Municipal de Eventos de Pomerode. Seria a favor deste requerimento, mas como eu já trouxe uma cópia de edificado e regularização do Corpo de Bombeiros com as devidas descrições das ações a ser executadas, entendo ser desnecessário manter este requerimento na Ordem do Dia. Deixei uma cópia para cada vereador. Conforme a descrição enviada para cada vereador diz: executar o sistema de alarme e detecção de incêndio conforme a PPCI aprovada. Até o dia 31 de maio de 2017 pode ser realizado qualquer evento no Pavilhão de Eventos, inclusive a Festa Pomerana. Após esta data terá a obrigação de executar o sistema de gás central, canalizado de acordo com a PPCI aprovado também, atendendo esta exigência até maio de 2018. Após esta data executando o sistema hidráulico preventivo e sistema de proteção contra descargas atmosféricas de acordo com a PPCI até maio de 2019. Aqui está a liberação do Corpo de Bombeiros para fazer os próximos eventos. Sugiro conversar no ano que vem com o novo prefeito, para através de concessão, construir um Pavilhão de Eventos novo. Uma cervejaria ou restaurante poderá explorar o local e em contrapartida teremos um Pavilhão novo e moderno adequado para atender a nossa cidade. Esta é a minha sugestão para o ano que vem. É uma forma inteligente de o Setor Público fazer uma parceria com o Privado e melhorar a estrutura para a comunidade. Inclusive temos um documento que o presidente da Funpeel nos forneceu sobre o tema. Acho prudente o Requerimento e parabenizo a iniciativa do autor vereador Amarildo da Silva, mas diante deste documento apresentado sugiro a retirada do mesmo. Quero aproveitar e agradecer ao presidente da Funpeel e equipe por atendido ao meu pedido, em relação às exigências deste plano de regularização, tanto que liberaram até maio de 2017. É claro que nos próximos períodos não atenderem os pré-requisitos terá que ser interditado e tomadas as devidas medidas de emergência. Sem este plano de regularidade não poderia ser realizado um evento de porte tão grande aqui em nossa cidade, como o 10º Volksfriends. Um dos maiores eventos de fuscas de todo o Brasil. Parabéns ao Senhor Deoclides Gelesaukas e demais organizadores que levaram Pomerode mais uma vez ao destaque. E não esquecendo o lado social do evento, onde parte da arrecadação foi destinada ao Pommernheim, APAE e demais entidades da cidade”, concluiu. 

Reforço na sinalização 
A vereadora Karin Hoeft apresentou a Indicação nº 117/2016, de sua autoria e do vereador Wolfgang Schummann, que solicita ao Executivo o reforço na sinalização de solo da Rua Testo Alto. “No Bairro Testo Alto, há necessidade de repintura de faixas elevadas, bem como a repintura de sinalização de ciclovia que ali se encontra. Assim - no intuito de evitar acidentes e de resguardar pela vida de todos que transitam pela mencionada localidade - solicitamos que o Executivo Municipal providencie reforço completo em toda a sinalização de solo da Rua Testo Alto e incluam nesta sinalização a ciclovia, bem como que seja dada atenção especial aos seguintes pontos: Reforço na pintura da faixa elevada localizada na Rua Testo Alto, nas proximidades da Rua Hilda Augusta Guilhermina Volkmann, na direção para quem segue ao centro; pintura de uma nova faixa de pedestre para as pessoas e alunos que moram no lado de quem segue para o bairro sentido Testo Alto; e pintura da sinalização de uma ciclovia na Rua Testo Alto”, concluiu a parlamentar. A vereadora ainda agradeceu pelo serviço de patrolamento realizado na Rua Hilda Augusta Guilhermina Volkmann, que segundo ela, estava em péssimo estado, e que tem um fluxo de movimento intenso diariamente de pedestres, ciclistas e veículos. “Finalmente depois de pedidos feitos, vieram e melhoraram um pouco as condições daquela rua”, finalizou.

Solicitações em nome da comunidade
Em seu discurso, o vereador Wolfgang Schummann apresentou duas indicações. “Hoje trafegando pelo Bairro de Testo Central, na Rua dos Atiradores, próximo do final da Rua Leopoldo Alsleben, existe um enorme buraco, pois o asfalto quebrou. Peço que o Líder de Governo que veja com a Secretaria de Obras para ao menos colocar macadame, pois se ocorre um acidente com uma moto, o piloto poderá se ferir gravemente. A outra indicação é de minha autoria e da vereadora Karin, já lida por ela nesta Tribuna. Nestes dias falando com a parlamentar comentei que vinha do trabalho e vi alunos saindo da escola de bicicleta. Andavam de ambos os lados da via o que torna um perigo. Não é culpa dos pais e nem dos professores, mas deveria ter uma ciclovia nesta região de Testo Alto. Pelo menos os pais poderiam cobrar para que andassem com mais segurança”, disse.

Aposentadoria
Para finalizar o vereador Wolfgang Schummann comentou sobre o Projeto que altera a aposentadoria no país. “Não faz muito tempo que começaram a bater panela no Brasil e fazer manifestações. E hoje? Hoje entrou no Congresso Nacional um projeto que vai acabar com as aposentarias dos nossos trabalhadores no país. Atualmente para se aposentar a mulher tem que trabalhar 30 anos e o homem 35. Com este novo projeto o trabalhador independente de sexo, terá que contribuir com o INSS 49 anos e ter no mínimo 65 anos de idade. Se não for desta maneira não poderá se aposentar de forma integral. Se tiver 65 anos de idade, mas sem o tempo e contribuição não poderá se aposentar de forma integral. Então, é este o preço que os trabalhadores terão que pagar de tanto bater panela e fazer manifestação. Quem estão arcando são os pequenos trabalhadores”, falou. 

Moralidade política e social 
O vereador Ademar Marquardt falou sobre moralidade política e social. Segue o seu discurso na íntegra: Vejo situações preocupantes em todo o cenário nacional. Quando não existe mais moralidade política como está acontecendo, as pessoas começam a perder o respeito por suas lideranças. Basta abrir a internet e notamos que todo o politico é tachado de ladrão e incompetente, quando na verdade nem todos podem ser vistos desta forma. Porém, a moralidade política começa conosco, que vivemos em cidades pequenas e, inclusive, na nossa Câmara de Vereadores. Às vezes vejo postura que denigre a imagem do político. Então, como vamos cobrar da comunidade, se nem nós muitas vezes no damos ao respeito? Que isto não sirva de ofensa para ninguém, mas das poucas vezes em que estive nesta Casa presenciei momentos que me senti mal. Por exemplo, quando um vereador está na Tribuna outros saem promovendo a falta de respeito. Nestes dias comentando nos corredores disseram que poderia se liberado o traje, que poderiam vir da forma que quisessem. Questiono politicamente onde fica a moralidade. Hoje me sinto mal quando pessoas em Festas de Rei e Rainha de shorts e chinelos. Porém, as nossas festas de sociedades chamam aos olhos dos mais antigos. Antigamente tínhamos que ir melhor trajados. Hoje se diz na mídia para qualquer pessoa o que se quer e onde fica a moralidade e o os bons costumes nesse sentido? Fica o alerta para que tenhamos outro tipo de postura, para que nos vejam de outra forma também. Cabe a nós. Outra questão relacionada à moralidade política é quando num programa de TV, como o Zorra Total, se mostra a sátira de uma presidente da República. O país já se perdeu nesta moralidade. Temos que resgatar isso. O vereador eleito tem que ser visto como autoridade e não como saco de pancadas. Temos que resgatar isso se quisermos ser respeitados e bem vistos pela população. Outra questão é sobre a moralidade social. Começa no aprendizado quando uma mãe deixa seus filhos se vestirem de forma inadequada para irem à escola. Cada um fala do outro o que quiser pelas redes sociais intitulando a livre expressão. Muitas vezes se denigre a imagem de alguém desta forma. Na maioria das vezes não ocorre punição, pois ninguém tem tempo de ficar indo atrás. O respeito pelo ser humano tem que ser resgatado de qualquer forma. Em relação à quantidade de projeto, tivemos curso sobre isso, e vimos sobre a qualidade das proposições apresentadas. Hoje, muitos parlamentares querem ser vistos pela comunidade pela quantidade de projetos apresentados e não pela qualidade. Se esquecem que muitas vezes este projeto se torna uma lei. Existem tantas já que não tem gente para administrar. Muitas vezes se perguntam por que não estão sendo executados, mas precisam contemplar a grande maioria da sociedade e não prejudicar. Este fica o meu pedido para os próximos parlamentares que assumirão nesta Casa.

Agricultura
O vereador Ademar Marquardt disse que gostaria de dar os parabéns aos poucos agricultores familiares que persistem neste ramo e que estão sendo felizes com roças de plantio de milho. “Eu jamais vi plantações tão bonitas como agora. Porém, muitos me questionam como ficará a situação do maquinário para fazer ‘silagem’. Vários me explicaram diversos motivos, mas me preocupa para arar e fazer o segundo plantio que é a safrinha. Justamente neste momento em que os pequenos agricultores ainda estão se mantendo é que nós infelizmente não estamos cumprindo. Não estou aqui para discutir os motivos, mas me preocupo como estas pessoas farão. Os tratores particulares não darão conta. Fica aqui a minha preocupação. Quero parabenizar os pais dos atletas homenageados na noite de hoje. Não existem atletas sem uma base familiar. Que bom que os filhos de vocês optaram por este caminho. Os pais são muito importantes pelas escolhas dos seus filhos”, concluiu.   

Pedidos da comunidade / Fila de Espera
O vereador Rafael Pfuetzenreiter solicitou alguns pedidos ao Executivo em nome da comunidade. “Em relação ao caminhão pipa e patrola, conforme alguns moradores, parece que não estão mais passando nas suas ruas. Este é um pedido que aguardo resposta da Prefeitura. Outro assunto é em relação à fila de espera de todas as creches do nosso município. Como é de conhecimento estas filas aumentam todos os anos, assim como as famílias crescem, muitas vezes não conseguindo acompanhar a alta demanda da cidade. A minha dúvida em relação a fila de espera nas creches é referente ao método de registro e controle feito pelas mesmas. Recebi algumas mães preocupadas com o tema, onde alegavam que uma hora estavam em terceiro lugar e noutro em 15º lugar, Pela falta de informação que as famílias tem de como funcionam esta fila de espera, o método de registro dos pais e controle que a creche efetua em cima das famílias envio este oficio para a Secretaria de Educação para que preste estas informações. Para saber como é feito o controle, quantos estão na fila de espera, a disponibilização das idades, e quantas vagas temos preenchidas em todo o município. Para dar mais transparência, pergunto também se seria possível disponibilizar a lista de espera no site da Prefeitura. É muito mais fácil os pais terem acesso e fazer a própria fiscalização”, reivindicou. 

Abandono de animais
O vereador Rafael Pfuetzenreiter falou sobre um assunto que considera de extrema importância. Segue na íntegra: Parece que todo o ano é igual. As férias chegam e os protetores de animais ficam em alerta. O abandono de animais neste período é incrivelmente alto. Através de algumas estatísticas de outras cidades, o crescimento chega a mais de 60% nesta época. Ou seja, se antes se abandonavam cerca de dez animais por mês em Pomerode, hoje chega de 16 a 20 animais por mês no final do ano. Isso acontece porque muitos enxergam o bicho como objetos. São cães e gatos que são dados pelos pais aos filhos no Natal e aniversário. Em 2011 vimos por meio de uma agência de publicidade pintinhos virando lembrança de Natal para os seus clientes. Alguém sabe o que houve com eles? A mesma sorte acomete com as raças da moda. Nunca tivemos tantos Dalmatas como animais de estimação como na época do filme de desenho animado ‘101 Dalmatas’. Atualmente parece que vivemos anos de desejo por Golden Retrivers e Pugs. Uma ONG fez um teste não muito divertido, mas elucidativo. Estava com um cão da raça Pug e anunciou na internet juntamente com outros cães sem raça definida. Um deles aguarda pela adoção há quase um ano. O outro com o mesmo tamanho e temperamento do Pug em questão. Em menos de uma hora, com o anuncio feito pela internet, foram mais de 40 pedidos de adoção para o animal de raça. Os vira-latas, não obrigado. A família vai e o animal fica. A moda vem e o animal vai. Enquanto coisificarmos os animais desta forma, vendo raça e não seres vivos, e a necessidade real de cada animal, a nossa realidade será cada vez mais dramática. Principalmente na hora da viagem de férias. Como já falei a família vai e o animal fica. Só nesta semana recebi o registro de quatro animais abandonados em nossa cidade. Dois em Pomerode Fundos e dois em Testo Central. Geralmente são abandonados em ruas de pouco trânsito, à noite, ou em matagais. Enfim, no outro dia são encontrados por moradores locais que também não sabem o que fazer com estes animais. Se ligam para a Prefeitura ou para ONGS como a AMA Bichos ou o Sítio Dona Lúcia que estão com a capacidade máxima e não comportam mais receber animais. Sabemos que não precisa ser assim. Existem lugares ótimos onde podemos deixar os nossos animais quando saímos de férias. São lugares especializados que proporcionarão todo o cuidado de que necessitam enquanto esperam seu tutor entrar de férias. Ou outro caminho é deixa-lo com alguém de confiança que esteja acostumado a cuidar de animais em uma casa segura sem acesso para a rua. Antes de começar esta Sessão, em um simples clique da ferramenta Google, consegui listar cinco lugares que possuem estrutura para cuidar dos animais em nossa região. Dois em nossa cidade, a Toda Fauna e a Mimo’s Bichos. E três em nossa região: Bicho Feliz, em Timbó; Cão Obediente, em Blumenau; e Marcelo Adrelino também em Blumenau. Enfim precisamos ter esta responsabilidade e saber como cuidá-los. Nós temos uma diversidade de animais domesticados que para muitos pode parecer um produto, um objeto ou um presente. Para outros pode ser um modismo, para as redes sociais, sendo que após a postagem da foto largam-no no quintal de casa e jogam a ração para que não morra de fome. A conscientização geral de nós políticos e dos seres humanos é crucial para que tenhamos uma evolução no futuro. O vereador Amarildo falou sobre o voo da Chapecoense, onde a irresponsabilidade foi do piloto. Já havia pilotado algumas vezes daquela forma e deu certo. Mas chegou um momento que não deu mais. Vimos semana atrás uma tragédia quando um caminhão se perdeu em uma curva em Pomerode Fundos matando uma criança e ferindo a outra que teve a sorte de viver. O caminhoneiro foi imprudente, ultrapassando em local proibido. É provável que tenha feito isso várias vezes e nada aconteceu, mas naquele dia sim. Trata-se de conscientização. Um dia pode acontecer. Em relação aos animais é a mesma coisa. Vejo muitos pais dando de presente animais para os seus filhos, não como um meio de dar responsabilidade para as crianças, mas como um presente. E não ensinam a responsabilidade que devem ter por um ser vivo e não por um bem. Para que levem para a vida adiante. Infelizmente para muitos, isso não acontece. Por fim, o vereador Rafael Pfuetzenreiter apresentou um vídeo de conscientização para com os animais. 

Executivo
O vereador Claus Krahn falou em seu discurso sobre algumas ações do Executivo. Segue na íntegra: Quero há algumas semanas falar em relação ao agricultor, que é uma preocupação minha. E o que falar desta situação? Sabemos dos poucos que ainda estão na agricultura e da forma como são tratados. Os trabalhos estão parados, mas em relação aos funcionários, eu não sei se estão trabalhando, pois seguem recebendo. Tanto que se foi gasto com prioridades, com terceirizações, instituição de marca para a cidade, e troca de palmeiras. Foi mais importante do que atender os agricultores. Será que há falta de dinheiro realmente ou trata-se de má administração? Tranquilamente posso dizer que durante estes quatro anos, muito foi dito e pouco foi feito. No final, não será diferente. Se for problema relacionado a dinheiro, porque não vieram a esta Casa solicitar? Será que somos nós que temos que resolver os problemas do Executivo? É para isso que existe um gestor e pessoas técnicas que foram contratadas. E após as eleições, foram recontratadas. Um exemplo disso é o ex-vereador Maurício Wiesniewski, onde sua contratação girou em torno de R$ 10 mil a R$ 15 mil. Se era para comprar combustível poderia ficar passeando de carro das 7h às 1h. Tantos outros nomes recontratados que não valem a pena citar. Estes valores poderiam ser utilizados para outros fins. Mas não aconteceu. Quem sofre é a comunidade. Os próximos que assumirem a Prefeitura não saberão nem quem atenderão primeiro, de tantos que estão na fila e, principalmente, cobrando o direito deles. Preocupa-me muito a forma como o próximo prefeito encontrará a Prefeitura. Neste momento de transição foi realizada uma reunião sobre as finanças, para ver a situação em que se encontra. Informaram que simplesmente não podem passar nada, pois o ano ainda não acabou e não sabem da forma em que se encontrará. Vamos esperar então até o dia 30 de dezembro para só analisar ano que vem. Então, a situação é muito critica. Recebi uma denúncia hoje, em relação às obras na cidade. Quando se faz uma licitação na Prefeitura tem que se mostrar se existe dinheiro. Mostrar no orçamento que existem recursos para a obra. O que foi mostrado em relação a isso, tanto em relação ao Posto de Saúde de Testo Rega, como do Ribeirão Areia é que estão parados há tantos meses, assim como a entrada da Escola Amadeu da Luz. Não sei quantas empresas tem para receber do Executivo Municipal. Será que não existe uma lei para o empenho emitido? Existe um prazo para isso. E está havendo preferências para outras empresas que estão recebendo primeiro. Pelo visto isto ficará para o próximo prefeito. E a lei é clara, pois se não for cumprida, pena de detenção de dois a quatro anos e multa. É a lei de responsabilidade fiscal. São vários exemplos. Tem empresas que tiram a nota em um dia e recebem no outro. E as que realmente têm que receber, em que as obras estão paradas, não acontece. Acho que até energia e água foram cortadas, porque faz dois ou três meses que não recebem nada. É uma preocupação minha muito grande. Quanta coisa vai ficar para o próximo prefeito? Será que está certo começar uma obra e deixar para o próximo pagar? Tenho certeza de que isso trará problemas. E o mais interessante é que nos próximos dias começarão a fazer pontos facultativos para não pagar férias. Eu não quero acreditar, pois se isso acontecer terão que ser tomadas algumas medidas por esta Casa. Não podemos jogar toda a responsabilidade da atual legislatura para a próxima. Onerar a próxima com tantas coisas a se pagar. Quanto tempo que a Prefeitura não está mais aberta de tarde? A partir do dia 2 de janeiro estará o dia inteiro, como sempre foi. Os funcionários estão recebendo pelo trabalho e precisam estar no local. Eles estão lá para a serventia do povo. Com certeza com o novo prefeito isso voltará a acontecer. Mas é desta forma que hoje se encontra a Prefeitura. Espero que ainda haja esperança, que todos estes recursos destas licitações estejam lá, para que o próximo prefeito não precise arcar com todo este dinheiro. Senão, com certeza sairá no vermelho. E tanto assim o orçamento não caiu. Os balancetes estão demorando para vir a esta Casa. O último, acredito que tenha vindo em agosto ou setembro. Quem acompanha o balancete vê exatamente onde está sendo gasto o dinheiro público. Realmente se no dia 13 ou 15 vier este decreto de ponto facultativo para o resto do ano teremos que analisar e tomar as devidas medidas para que não ocorra. Isso não é justo. Em relação à Rua Carlos Belz, iremos à Prefeitura para ver se existe algum pedido sobre o asfalto mal feito para Testo Alto. Diversas vezes escutamos nesta Casa que quando existem crateras na via, a responsabilidade nos primeiros cinco anos é da empresa licitada. Será que nesta situação ela foi comunicada oficialmente? Se adotar realmente a lei a via terá que ser totalmente refeita. Ainda bem que só fizeram 2 km. Imagina se tivessem feito cerca de 33 km como na outra legislatura. Desse jeito é melhor não fazer nada. Onde estava o técnico para fazer o acompanhamento. Nós podemos fazer a fiscalização, mas quem tem que acionar a empresa é a Prefeitura, por meio da Secretaria de Planejamento.  Em alguns momentos participamos de reuniões sobre pavimentação. Lembro muito bem em relação à Rua Rega II, pois ainda se encontra no Tabelionato, em Gaspar. Nem está em Pomerode ainda e já queriam fazer o asfalto da mesma. Imagina o problema que se encontra para fazer a transferência desta via. 


 


Fotos