SIGA A CÂMARA

Vereador Ademar Marquardt faz um balanço de suas ações


Data: 15/12/2017

Acompanhe o pronunciamento do vereador Ademar Marquardt realizado durante a Sessão Ordinária da última terça-feira, dia 12 de dezembro.

Agradecimento às Secretarias de Obras e Agricultura
O vereador Ademar Marquardt cumprimentou a todos e agradeceu às Secretarias de Obras e de Agricultura pelo atendimento de mais alguns agricultores com as horas / máquinas cedidas pela Prefeitura. “Os colonos que realmente precisam deste atendimento agradecem”, disse.

Balanço anual e felicitações de final de ano
Na sequência, Ademar Marquardt fez um balanço do ano. “Na minha vida pessoal foi maravilhosa, mas no lado político lamento algumas situações. Achei que a política era mais fácil, porém, é muito complicada. Temos muitos entraves burocráticos, sendo que gosto de resolver as situações com rapidez e agilidade. Sinto-me com as mãos atadas por não conseguir ajudar as pessoas como elas precisam. Quero dizer que simplicidade não é sinal de burrice ou de desconhecimento. Se nós trabalhássemos com mais simplicidade as coisas fluiriam melhor. Tanto na nossa vida como nos órgãos públicos. Cito um exemplo, como quando um veterinário chega para inseminar um animal. O custo é de R$ 20,00. Seria tão simples pagar para o profissional, este emitiria um recibo e no final da semana seria acertado o valor. Hoje, por causa de R$ 20,00, o agricultor precisa ir à Prefeitura, pegar uma ficha, ir ao banco e voltar na Prefeitura. E isso é só um pequeno exemplo. Muitas vezes o prefeito é cobrado por uma obra que poderia ser feita no dia seguinte... Mas, as questões burocráticas o impedem. Existem tantas leis que amarram... Um exemplo é o SAMAE. E nós neste ano fizemos tantos projetos... Muitas vezes fico procurando para ver algo que facilite para as pessoas, mas esbarramos em leis da esfera federal ou estadual. Então, eu questiono se vale a pena fazermos projetos mirabolantes, que ficam amarrando, e que não tem pessoas suficientes para fiscalizar... Temos que refletir e começar a simplificar as coisas para fluir com mais facilidade. Criar menos leis e eliminar algumas que já existem. E não cada vez criar mais. Muitas vezes eu digo que a simplicidade precisa existir e não é sinal de incapacidade e burrice. Vamos facilitar a vida das pessoas. Então, se neste ano eu fiz poucos projetos, não foi porque eu não quis. Mas, foi porque ao analisar, de alguma forma, iria amarrar e complicar ainda mais o que já existe. Para finalizar agradeço a Deus por este ano maravilhoso que tive com minha família e desejo um Natal excelente para todas as famílias. Que façamos uma reflexão e que possamos renovar as nossas esperanças. E só depende de nós. Que façamos um ano melhor”, terminou.

Vídeo