SIGA A CÂMARA

Vereador Marcos Dallmann fala sobre a importância do Projeto Câmara Mirim


Data: 15/12/2017

Acompanhe o pronunciamento do vereador Marcos Dallmann realizado durante a Sessão Ordinária da última terça-feira, dia 12 de dezembro.

Projeto Câmara Mirim
Em seu discurso, o vereador Marcos Dallmann cumprimentou a todos, em especial os vereadores Mirins presentes na Sessão. “Tive a oportunidade, na última sexta, dia 8, de tomar um café com a vereadora Cleide e os vereadores Mirins. Pena que não fizemos antes. Faltaram apenas três mirins, mas a maioria estava presente. Foi uma conversa descontraída, inclusive falamos sobre o projeto que irá para votação, que prorroga a legislatura deste ano. Importante é não perder este projeto que é tão importante. Nesse sentido, apresentarei uma indicação em nome do vereador mirim Michel Kuster. Ele solicita para as escolas, lixeiras de coletas seletivas. Iniciativa esta muito importante. Também a cobertura do bicicletário das escolas. Um fato importante do Michel, é o implemento da cultura e tradição nos ensinos iniciais. Parabéns ao Michel pelas indicações. Gostaria de falar também sobre a indignação dos pais pela ausência de movimentação ou envolvimento junto com os vereadores mirins. Lamentaram que faltou um pouco de comunicação e falta de procura. Então, caso aprovado o projeto, desejo o sucesso aos vereadores mirins para o ano que vem. Como pedir um Brasil melhor, se nem o direito de exercer a própria cidadania dos mirins foi deixado? Temos que deixar os mirins fazer a parte deles para futuramente termos um país melhor”, disse.

Parceria firmada
Na sequência, o vereador Marcos Dallmann apresentou um resumo dos seus trabalhos realizados na câmara. “Sou humilde o suficiente para reconhecer a importância dos colegas Cleide Kamchen e Deoclides Correa. Se o ex-vereador Nelson Fischer e eu tivéssemos pelo menos um de vocês dois na Câmara de Vereadores, com certeza, teríamos produzido muito mais. Independente de sigla partidária”, disse.

Mensagem ao SAMAE
O vereador Marcos Dallmann mencionou um recado ao SAMAE. “O flocodecantador está em andamento. Com os R$ 500 mil da Câmara e os R$ 500 mil em caixa recebidos no início do ano, esperamos passar um fim de ano repleto de realizações e com água. Aproveitem bem o Edson Piske e toda a equipe técnica do SAMAE. O Edson foi uma peça fundamental para o Projeto FUNASA acontecer”, disse.

Emendas parlamentares II
Marcos Dallmann deixou uma mensagem à pedido do deputado Federal Peninha e do deputado estadual Aldo Schneider. “Ambos me pediram que deixasse um abraço e um Feliz Natal a todos os pomerodenses, além de que podem sempre contar com eles. O Peninha foi o grande responsável pela vinda do Projeto FUNASA, no valor de R$ 3.200.000,00. Juntos, estamos tentando uma emenda com o prefeito Ércio, sendo que o mesmo ainda depende de algumas questões técnicas, que deve complementar a cultura, através dos Clubes de caça e Tiro e uma van para a APAE . Não costumo fazer um alarde muito antes, se depois por questões técnicas acaba não acontecendo... O nosso deputado Aldo Schneider, responsável por inúmeras emendas parlamentares vindas nos últimos cinco anos - parte de algumas obras inauguradas este ano pelo prefeito Ércio -, ainda se recupera de um câncer. Passou por diversas cirurgias, internamentos, UTI, mas é muito forte e com muita força de vontade, assumirá no ano que vem a presidência da ALESC”, falou.

Fundo de Garantia para os ACT’s II
O vereador Marcos Dallmann falou sobre o Projeto de Lei 2797/2017, que trata sobre a retirada do Fundo de Garantia para os ACT’s. “Se fosse para votação hoje, com certeza eu seria contra. Temos que analisar o projeto ainda, pois não deu tempo. Temos que analisar a forma como será feita a emenda. Penso que os ACT’s têm as mesmas obrigações e os mesmos direitos. Também sou a favor de manter o fundo de garantida para estes servidores”, disse.

Mensagem de Natal e Ano Novo
A seguir, o vereador Marcos Dallmann desejou um Feliz Natal e próspero Ano Novo para toda a comunidade. “Agradeço aos colegas vereadores, pelas conversas e trabalhos. Poderíamos ter uma união maior e mais harmonia, mas infelizmente não foi pregado o que se falava no inicio do ano. Muitas vezes eu e os vereadores Aldino Oldenburg, Cleide Kamchen e Deoclides Correa só ficávamos sabendo das decisões quando já tomadas. Inclusive, na coluna do Jornal de Pomerode disse que um ex-deputado pediu que os vereadores do partido parassem de brigar, que se fosse para isso, que fizessem com a oposição. Então, primeiro se pede paz e união e depois diz que é para brigar... Essa não é a política que nós queremos. Nós queremos união, trabalhar juntos, e como eu sempre falei aqui: Quero ser participativo. Então, colaborem com isso”, terminou.

Vídeo